DA PRAÇA À CIDADE: OCUPAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO E NOVAS NARRATIVAS SOBRE A CIDADE

  • Elena Lucía Rivero UFMG
Palavras-chave: Espaço público. Direito à cidade. Ocupação cultural. Narrativas urbanas.

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar os conflitos em torno do espaço público e sua articulação com
o direito à cidade, abordando a Praça da Estação, em Belo Horizonte, como objeto de estudo. Analisamos,
em primeiro lugar, as manifestações contra a proibição da realização de eventos na Praça
da Estação como forma de ocupação do espaço público que possibilitou a produção de novos significados
em relação à praça e à cidade. Em segundo lugar, analisamos as diversas concepções do
espaço público que subjazem a dois eventos culturais: a Virada Cultural (evento oficial promovido pela
Prefeitura Municipal) e o Carnaval de Rua. Finalmente, apontamos as especificidades dos movimentos
de ocupação do espaço público e a sua capacidade de produzir novas narrativas sobre a cidade.

Biografia do Autor

Elena Lucía Rivero, UFMG

Graduada em História pela Universidad
Nacional del Litoral (Argentina),
mestre em Ambiente Construído e
Patrimônio Sustentável pela UFMG.
Pesquisadora do Núcleo de Pesquisa
NucUrb e Estopim da UFMG.

Seção
Artigos