JUVENTUDE NEGRA PERIFÉRICA E DIREITO À CIDADE: UM ESTUDO DE CASO

  • Daniel Gouveia Victor Lage Universidade Federal de São João del Rei
  • Daniela Abritta Cota Universidade Federal de São João del Rei
Palavras-chave: Vivência urbana, Juventude negra periférica, Direito à cidade, Planejamento insurgente.

Resumo

Este trabalho busca refletir sobre alternativas de planejamento urbano, a partir da percepção de jovens negros da periferia de São João del Rei, MG. O estudo revelou que a vivência urbana desses sujeitos é bastante restrita e violenta, tanto na periferia quanto nas áreas centrais da cidade. Entretanto, apesar das dificuldades, a juventude negra periférica resiste por meio de manifestações socioculturais, vinculadas principalmente ao Hip Hop. Acredita-se que é preciso um novo tipo de planejamento, em que essas práticas sejam reconhecidas, viabilizando, de fato, o “direito à cidade” para esses indivíduos.

Publicado
31-07-2020