Breve histórico de implantação da plataforma BIM - DOI: 10.5752/P.2316-1752.2011v18n22p152

Gilda Lúcia Bakker Batista de Menezes

Resumo


Neste artigo de revisão é apresentada uma breve evolução histórica
da implantação da plataforma BIM (building information
modeling) no exterior e no Brasil, tendo como pontos de análise
as instituições acadêmicas e o exercício da prática profissional
nos escritórios de arquitetura e empresas da construção civil.
São identificadas as principais vantagens da sua utilização, assim
como as maiores dificuldades de implantação.

Palavras-chave


BIM; instituições acadêmicas; prática profissional; escritórios de arquitetura.

Texto completo:

PDF

Referências


ADDOR, M. BIM. In: FÓRUM ASBEA; ENCONTRO REGIONAL, 8, 2009, São Roque. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2010.

AISH, R. Building modeling: the key to integrated construction CAD. In: CIB 5th INTERNATIONAL SYMPOSIUM ON THE USE OF COMPUTERS FOR ENVIRONMENTAL ENGINEERING RELATED TO BUILDINGS, 5, 1986, Bath,UK. Anais... London: CIBSE, p. 7-9.

ANDIA, A. Towards algorithmic BIM networks: the integration of bim databases with generative design. Cadernos de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, São Paulo, v. 1, p. 13-30, 2008. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2011.

BARONI, L. L. Vale a pena migrar? AU - Arquitetura e Urbanismo, São Paulo, v. 208, p. 65-66, jul. 2011.

CASTRO, P. Arquitetura. Téchne, São Paulo, v. 168, p. 44, mar. 2011.

EASTMAN, C. et al. BIM handbook: a guide to building information modeling for owners, managers, designers, engineers, and contractors. New Jersey - USA: John Wiley & Sons, Inc., 2008.

EASTMAN, C. Building product models: computer environments, supporting design and construction. Boca Raton FL: CRC Press, 1999.

EASTMAN, C. The use of computers instead of drawings. AIA Journal, v. 63, n. 3, p. 46-50, March 1975.

FARIA, R. Construção integrada. Téchne, São Paulo, v. 127, p. 44-49, out. 2007. Disponível em: . Acesso em: 22 set. 2011.

FIGUEROLA, V. BIM na prática. AU - Arquitetura e Urbanismo, São Paulo, v. 208, p. 58-60, jul. 2011.

GEROLLA, G. O Brasil - universidades, projetistas, arquitetos, engenheiros - está preparado para o BIM? AU - Arquitetura e Urbanismo, São Paulo, v. 208, p. 16-17, jul. 2011.

JUSTI, A. R. Revit Architecture 2010. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2010.

KENSEK, K. M.; KUMAR, S. Sustanable design through interoperability: Building information models (BIM) and energy analysis programs, a case study. Cadernos de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, São Paulo, v. 1, p. 42-58, 2008. Disponível em: . Acesso em: 21 set. 2011.

LAISERIN, J. To BIM finity and Beyond. Cadalyst - AEC, Nov. 2007. Disponível em: . Acesso em: 9 set. 2011.

LOURENÇON, A. C. Quanto custa implementar o BIM. AU - Arquitetura e Urbanismo, São Paulo, v. 208, p. 76-77, jul. 2011.

RÊGO, R. M. Educação gráfica e projetação arquitetônica: as relações entre a capacidade visiográfica tridimensional e a utilização da modelagem geométrica 3D. São Paulo: Edgard Blucher, 2011.

REIS, P. Desafios da implementação. AU - Arquitetura e Urbanismo, São Paulo, v. 208, p. 67-71, jul. 2011.

REIS, P. Gafisa testa quatro softwares BIM. Tecnologia & Materiais, São Paulo, dez. 2010.

ROCHA, A. P. Por dentro do BIM. Téchne, São Paulo, v. 168, p. 38-43, mar. 2011.

ROSSO, S. M. Especial - BIM: quem é quem. AU - Arquitetura e Urbanismo, São Paulo, v. 208, p. 61-64, jul. 2011.

SAYEGH, S. Informações coordenadas. AU - Arquitetura e Urbanismo, São Paulo, v. 208, p. 72-75, jul. 2011.

TAMAKI, L. BIM 2.0. Téchne, São Paulo, v. 174, p. 22-28, set. 2011a.

TAMAKI, L. Plataforma democrática. Téchne, São Paulo, v. 168, p. 22-26, mar. 2011b.

TIGRE. Linha de registros predial da Tigre é destaque na FEICON 2011. Tigre, 2011. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2011.

VAN NEDERVEEN, G. A.; TOLMAN, F. P. Modeling multiple views on buildings. Automation in Construction, Amsterdam NL, v. 1, issue 3, p. 215-224, Dec. 1992.

VICO. 5D BIM. VICO Software, 2011. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2011.