A clínica com crianças sobre o olhar da psicoterapia sistêmica

Poliana Gonçalves Barbosa, Letícia Palhares Machado, Aline Luciana Costa, Carolina Hirsh Silva, Suellen Ibrahim Peron

Resumo


Este trabalho visa abordar a terapia sistêmica em seus fundamentos e conceitos sobre o homem, assim como explicitar como se dá esse trabalho quando a criança é sintoma da estrutura familiar. Explora questões relevantes no que se refere a uma terapia infantil, tais como, a função dos pais e sua participação no tratamento psicológico infantil, assim como os recursos e técnicas utilizadas para aproximar o relacionamento terapeuta-criança-família. Confirma o papel do terapeuta enquanto mediador da movimentação na dinâmica da família, e ainda, a participação ativa de todos os membros que compõem esse sistema (família) no processo psicoterápico. Responsabilidade e idade não são sinônimos, pois, todos os integrantes da família influenciam o sistema igualmente. Dessa forma, “a família” torna-se “paciente”. Por fim, sinaliza o modo como o “fim” da psicoterapia se dá.

Palavras-chave


psicoterapia sistêmica; psicoterapia infantil; estruturação familiar

Texto completo:

PDF