A TEORIA DA ATRIBUIÇÃO ALTERANTIVA DE PODER

o resultado de uma colaboração entre Kelsen e Merkl

Palavras-chave: Atribuição alternativa de poder, Kelsen, Merkl.

Resumo

O artigo investiga a origem e os desenvolvimentos da teoria da atribuição alternativa de poder. O método empregado consiste na pesquisa bibliográfica dos escritos de Kelsen e Merkl sobre o tema. A análise dos textos desses autores sustenta a concepção de que a teoria da atribuição alternativa de poder é o produto de uma colaboração entre eles e apresenta os passos realizados para a formulação da versão definitiva desta teoria.

Biografia do Autor

Matheus Pelegrino da Silva, Albert-Ludwigs-Universität Freiburg e UNISINOS

Doutor em Direito pela Albert-Ludwigs-Universität Freiburg e doutor em Filosofia pela UNISINOS. Concluiu um pós-doutorado no exterior junto à Faculdade de Direito da Albert-Ludwigs-Universität Freiburg (2018-2019) e anteriormente outro pós-doutorado, desta vez junto ao PPG Direito UNISINOS (2016-2018). Possui graduação em Ciências Jurídicas e Sociais (Direito) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2005), Bacharelado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2010) e mestrado em Direito pela Albert-Ludwigs-Universität Freiburg (2015).

Publicado
09-12-2020
Seção
Direito e Democracia na sociedade contemporânea