O A PRIORI HISTÓRICO DA DEDUÇÃO TRANSCENDENTAL KANTIANA: UM APORTE FOUCAULTIANO À LEITURA DE DIETER HENRICH

  • Caio Souto Universidade do Estado do Amapá
  • Fernando Gimbo Universidade Federal do Cariri (UFCA)
Palavras-chave: Dedução transcendental, juridicidade, jusnaturalismo, a priori histórico.

Resumo

Pretendemos investigar, a partir de um comentário de D. Henrich publicado em 1989 sobre o aspecto jurídico da Dedução transcendental, avançar alguns apontamentos sobre sua relação com o jusnaturalismo. Propusemo-nos uma estratégia diversa tanto da análise genética quanto da exegese estrutural, detendo-nos sobretudo em questões implícitas que se mostraram inevitáveis à compreensão do princípio admitido pela Dedução transcendental, o qual, por ser, segundo o próprio Kant, apenas um único e mesmo, não pode ser subtraído ao domínio especulativo da razão, donde a necessidade de estender suas implicações à razão prática. Por fim, invocando Foucault, tentamos mostrar que, pelo fato do jusnaturalismo de Kant ser diverso daquele atribuído ao pensamento clássico, o seu argumento não pode ser compreendido segundo os mesmos parâmetros daquele.

Biografia do Autor

Caio Souto, Universidade do Estado do Amapá

Doutor em Filosofia pela UFSCar com estágio doutoral na Sorbonne-Panthéon Paris-I. Mestre em Filosofia pela UFSCar, Graduado em Filosofia pela UNIFRAN e Graduado em Direito pela PUC-SP. Professor de Filosofia pela UEAP. E-mail: caiosouto@gmail.com.

Fernando Gimbo, Universidade Federal do Cariri (UFCA)

Graduação em Comunicação Social pela Fundação Casper Líbero e Graduação em Filosofia pela USP. Mestrado em filosofia pela UFSCar. Doutorando pela UFSCar. Professor assistente na Universidade Federal do Cariri (UFCA). E-mail: sepefernando@gmail.com.

Publicado
22-12-2019
Como Citar
Souto, C., & Gimbo, F. (2019). O A PRIORI HISTÓRICO DA DEDUÇÃO TRANSCENDENTAL KANTIANA: UM APORTE FOUCAULTIANO À LEITURA DE DIETER HENRICH. Sapere Aude, 10(20), 662-680. https://doi.org/10.5752/P.2177-6342.2019v10n20p662-680
Seção
ARTIGOS/ARTICLES: TEMÁTICA LIVRE/FREE SUBJECT