AS INCIDÊNCIAS DAS REFLEXÕES DE JÜNGER NO CONCEITO DE TÉCNICA DE HEIDEGGER

  • Ricardo Cocco UFSM - Campus Frederico Westphalen
Palavras-chave: Filosofia. Heidegger. Técnica. Jünger. Gestell

Resumo

Heidegger é o filósofo que nos permite compreender a técnica a partir da tese fundamental de que a técnica não é a mesma coisa que a essência da técnica e nos alerta para os perigos implicados no domínio técnico moderno. Para esta formulação do pensamento heideggeriano, a participação do pensamento de Ernest Jünger, como elaborador de diagnóstico de época, é crucial. Este artigo, de bases teóricas e de caráter bibliográfico, mostra como o pensamento de Heidegger acerca dessa temática apoiou-se de uma forma muito significativa e decisiva a partir de suas leituras e discussões com os escritos de Ernest Jünger. O autor não era inimigo da tecnologia, e nem via nela qualquer elemento demoníaco, mas acena para uma relação mais livre com ela a partir da compreensão de sua essência.

Biografia do Autor

Ricardo Cocco, UFSM - Campus Frederico Westphalen

Doutorado em Educação no PPGEDU da Universidade de Passo Fundo - UPF. Mestrado em Filosofia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Exerce atividade de técnico em assuntos educacionais na Universidade Federal de Santa Maria (Campus Frederico Westphalen). E-mail: ricardo.cocco@ufsm.br.

Publicado
22-12-2019
Como Citar
Cocco, R. (2019). AS INCIDÊNCIAS DAS REFLEXÕES DE JÜNGER NO CONCEITO DE TÉCNICA DE HEIDEGGER. Sapere Aude, 10(20), 613-633. https://doi.org/10.5752/P.2177-6342.2019v10n20p613-633
Seção
ARTIGOS/ARTICLES: TEMÁTICA LIVRE/FREE SUBJECT