UMA EXPOSIÇÃO E DEFESA DA COERÊNCIA DO RELATO DO PRIMEIRO PECADO EM TOMÁS DE AQUINO

  • Gabriel Reis Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Mal; Pecado; Anjos; Lúcifer, Deus, Bom.

Resumo

Meu objetivo geral é explicar como o mal moral poderia entrar em um universo inteiramente bom criado por Deus. Dada a crença cristã tradicional de que Deus criou os anjos inteiramente bons e alguns deles caíram em pecado pelo uso da liberdade, busco apresentar de maneira coerente o relato de Tomás de Aquino na Suma Teológica sobre o primeiro pecado. Para tal, recorro a noção de akrasia presente em Sócrates e Aristóteles com a finalidade de esclarecer a explicação de Tomás sobre o assunto em questão. Em seguida, apresento a interpretação de Tomás sobre a akrasia e as dificuldades que surgem para um relato coerente do primeiro pecado. E, por fim, a partir de uma reunião de alguns textos da Suma Teológica e On Evil de Tomás, ofereço uma explicação coerente da escolha de Lúcifer, que sendo criado inteiramente bom, rebelou-se contra Deus.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Reis, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Graduado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Mestre pelo programa de pós-graduação em Lógica e Metafísica da Universidade Federal do Rio de Janeiro. E é doutorando no programa de Pós-graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. E-mail: reisgabri@gmail.com.

Publicado
29-12-2021
Como Citar
Reis, G. (2021). UMA EXPOSIÇÃO E DEFESA DA COERÊNCIA DO RELATO DO PRIMEIRO PECADO EM TOMÁS DE AQUINO. Sapere Aude, 12(24), 475-492. https://doi.org/10.5752/P.2177-6342.2021v12n24p475-492
Seção
ARTIGOS/ARTICLES: TEMÁTICA LIVRE/FREE SUBJECT