COMPARANDO OS ESCRITOS DO NEOATEÍSMO (NAT): EM BUSCA DE UMA DEFINIÇÃO

  • Adilson Koslowski Universidade Federal de Sergipe
  • Valmor Santos Universidade Federal de Sergipe - UFS
Palavras-chave: Definição. Dawkins. Harris. Dennett. Hitchens.

Resumo

O objetivo deste texto é buscar uma definição de neoateísmo (NAT). Para isso, sintetizamos as ideias fundamentais do movimento a partir de seus autores e de suas obras fundamentais. Os intelectuais do movimento são muitos, porém os principais e mais famosos são quatro, a saber, Richard Dawkins, Sam Harris, Daniel Dennett e Christopher Hitchens. As obras que consideramos serem os manifestos do NAT são: O fim da fé (2004) e Carta à nação, de Harris; Deus, um delírio, de Dawkins; Quebrando o encanto, de Dennett; e Deus não é grande, de Hitchens. Ficaremos restritos aos quatro. Não oferecemos uma definição em termos de condições necessárias e suficientes, mas optamos por um modo de definir conforme a técnica wittgensteiniana de semelhança de família. Nossa opção se deve ao fato de que o NAT é formado por vários intelectuais que compartilham certas ideias, mas não são concordes em todos os aspectos; além disso, é um movimento em atividade e suas posições podem modificar-se, e está aberto, recebendo outras pessoas comprometidas com ideias semelhantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adilson Koslowski, Universidade Federal de Sergipe

Professor de Filosofia no Departamento da UFS/DFL

Doutor em Filosofia.

Valmor Santos, Universidade Federal de Sergipe - UFS
Mestre em Ciências da Religião - UFS
Publicado
21-08-2016
Como Citar
Koslowski, A., & Santos, V. (2016). COMPARANDO OS ESCRITOS DO NEOATEÍSMO (NAT): EM BUSCA DE UMA DEFINIÇÃO. Sapere Aude, 7(13), 433-461. https://doi.org/10.5752/P.2177-6342.2016v7n13p433
Seção
ARTIGOS/ARTICLES: TEMÁTICA LIVRE/FREE SUBJECT