Ensino da Análise Combinatória por meio de Tecnologia Móvel: um relato de experiência

  • Paulo Cezar Monteiro Tavares PUC Minas
  • Tânia Fernandes Bogutchi PUC Minas
Palavras-chave: Educação Matemática. Análise Combinatória. Jogos. Tecnologia no Ensino.

Resumo

O ensino da Análise Combinatória nas escolas brasileiras, no início do século XXI, baseia-se, geralmente, na utilização de fórmulas matemáticas. O presente trabalho se dispõe a propor uma estratégia didática que possa contribuir para o ensino desse conteúdo por meio de uma abordagem, que prioriza o raciocínio antes do conhecimento formalizado. Nessa pesquisa foi desenvolvido um aplicativo para smartphone, utilizando a plataforma Android Studio, com a criação de um jogo para o ensino de Análise Combinatória para a Educação Básica. O uso desse aplicativo tem como suporte uma sequência didática elaborada com
desafios que envolvem problemas de contagem, atraindo, assim, a atenção dos alunos e favorecendo o processo de construção do seu conhecimento. O jogo foi aplicado nos alunos do segundo ano do Ensino médio da Escola Educação Criativa, localizada no município de Ipatinga, MG. Ao final do processo da aprendizagem, utilizando essa técnica, os alunos expressaram suas opiniões e críticas respondendo a um questionário semi-estruturado. Por meio desse estudo, foi possível verificar que novas metodologias de ensino, aliadas ao uso de tecnologias, podem contribuir para o ensino de Matemática, especialmente para o de Análise Combinatória.

Publicado
29-11-2019
Como Citar
Tavares, P. C. M., & Bogutchi, T. F. (2019). Ensino da Análise Combinatória por meio de Tecnologia Móvel: um relato de experiência. Abakós, 7(3), 22-34. https://doi.org/10.5752/P.2316-9451.2019v7n3p22-34
Seção
Artigos completos / Full papers