Um Novo Modelo para o Imposto de Renda Pessoa Física no Brasil

Thiago Linhares Brant Reis, Alexandre Duarte Washington

Resumo


No Brasil, o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) é calculado com base em cinco grandes faixas de renda. Neste trabalho é proposto um modelo mais equitativo, baseado em uma função contínua, utilizando-se técnicas de Cálculo Diferencial e Integral – uma aplicação de modelagem matemática à macroeconomia. Com o auxílio de um algoritmo (apresentado no apêndice), o método atual e o novo método são comparados, buscando-se evidenciar algumas vantagens do segundo. O novo modelo é relativamente simples, tornando-se atrativo para aplicação pelos gestores da Economia. Ademais, pretende-se também contribuir para a redução da sonegação fiscal.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5752/P.2316-9451.2019v7n2p73-89

Indexadores e Repositórios/Banco de dados: