Simulação com Lógica Fuzzy da Movimentação Bidirecional de Pessoas com Formação de Rios de Escoamento e do Empacotamento Humano

Henrique Costa Braga, Gray Farias Moita, Paulo Eduardo Maciel de Almeida

Resumo


Durante a movimentação de pessoas em uma situação de abandono de um ambiente construído, normalmente, se imagina que o escape irá ocorrer em fluxo unidirecional rumo às saídas mais próximas. Mas em situações de grande estresse e desorientação, o fluxo humano pode não ser direcionado. Além disso, mesmo numa situação de normalidade, um fluxo bidirecional mal concebido pode causar uma perigosa situação de congestionamento ou comportamento não adaptativo. Dois dos importantes fenômenos que podem acontecer na movimentação bidirecional são a formação dos rios de escoamento e do empacotamento. Na movimentação humana, além dos aspectos físicos, devem também ser considerados os aspectos comportamentais e cognitivos das pessoas envolvidas, cuja natureza é basicamente qualitativa. Para que se possa realizar uma modelagem com fatores de natureza tão distinta, uma ferramenta de inteligência computacional passível de ser usada é a lógica fuzzy. Assim, este trabalho tem como objetivo modelar qualitativamente a movimentação humana em fluxos bidirecionais, observando a formação dos rios de escoamento humano e do empacotamento, por meio de uma modelagem celular associada à lógica fuzzy.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5752/P.2316-9451.2017v6n1p19

Indexadores e Repositórios/Banco de dados: