Base Nacional Comum Curricular e Educação Infantil: a ciranda das Artes na Escola de Aplicação da UFPA

  • Rita de Cássia Cabral Rodrigues de França Universidade Federal do Pará - campus Brangança
  • Raquel Amorim dos Santos Universidade Federal do Pará
Palavras-chave: BNCC. Educação Infantil. Brincar. Interagir

Resumo

O presente estudo tem como tema a Base Nacional Comum Curricular e a Arte na Educação Infantil. Dessa forma, problematiza o conceito de criança na perspectiva da BNCC e a importância do brincar e interagir para o desenvolvimento artístico da criança na Educação Infantil. A pesquisa ocorreu no decorrer do primeiro semestre de 2018 na Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará. A abordagem da pesquisa é qualitativa, estruturada na bibliografia especializada no diálogo em arte, com a concepção de interação social; em se tratando do brincar tomamos como referências significativas produções da área, a metodologia adotou a pesquisa de campo, como instrumento de coleta de dados e a observação. Os resultados mostram por meio deste estudo que a BNCC desvela um conceito de criança histórico-social; a Escola de Aplicação promove a brincadeira e interação direcionando também para o fazer artístico, contribuem para o desenvolvimento das habilidades artísticas da criança, bem como para aprendizagens, desenvolvimento e socialização da criança no meio social.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rita de Cássia Cabral Rodrigues de França, Universidade Federal do Pará - campus Brangança
Doutora em Educação pela Universidade Federal do Pará. Professora da Universidade Federal do
Pará/Campus de Bragança. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Formação de Professores e
Relações Étnico-Raciais GERA/IFCH/UFPA.

Raquel Amorim dos Santos, Universidade Federal do Pará
Doutora em Educação pela Universidade Federal do Pará. Professora da Universidade Federal do
Pará/Campus de Bragança. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Formação de Professores e
Relações Étnico-Raciais GERA/IFCH/UFPA

Referências

ANDRADE, Simei Santos. (org.). Ludicidade e formação de educadores. Belém: PPGARTES/ICA/UFPA, 2012. (Série Arte e Pensamento).

ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. Tradução de Dora Flaksman. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1981.

BARBOSA, Ana Mae. (org.). Arte-Educação: leitura no subsolo. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

BITTENCOURT, Cândida Alayde de Carvalho; SILVA, Anilde Tombolato Tavares da; OLIVEIRA, Marta Regina Furlan de. O Brincar a partir da obra de Pieter Brueghel: um Diálogo entre a Arte e Educação. In:CONGRESSO NACIONAL DA FEDERAÇÃO DE ARTE/EDUCADORES DO BRASIL. 14. 2014, Ponta Grossa. Anais [...]. Ponta Grossa: Universidade Estadual de Ponta Grossa, 2014.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil (1988). Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996.

BRASIL. Resolução nº 5, de 17 de dezembro de 2009. Fixa as Diretrizes

Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Diário Oficial da União,

Brasília, DF, 18 dez. 2009.

BRASIL. Emenda constitucional nº 59, de 11 de novembro de 2009. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 12 nov. 2009, Seção 1, p. 8. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc59.html. Acesso em: 23 mar. 2017.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 20 de dezembro de 2017. Disponível em: basenacionalcomum.mec.gov.br.Acesso em: 20 dez. 2017.

BUORO, Anamelia Bueno. O olhar em construção: uma experiência de ensino e aprendizagem da arte na escola. 8 ed. – São Paulo: Cortez, 2009.

BROUGÈRE, Gilles. Brinquedo e cultura . 4. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino; SILVA, Roberto da. Metodologia cientifica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

ESCRAVOS de Jó: musicalização infantil UFPR. YouTube, 29 nov. 2009.

Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=mBj0prq-z0E. Acesso em: 29 out. 2018.

FERRAZ, Maria Heloisa Correia de Toledo; FUSARI, Maria F. de Rezende. Arte na Educação Escolar. São Paulo: Cortez, 2001. (Coleção Magistério 2° Grau, Série Formação Geral). FRIEDMANN, Adriana. A arte de brincar: brincadeiras e jogos tradicionais. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

FRANÇA, Rita de Cássia Cabral Rodrigues de;SILVA, Déborah Almeida da; COSTA, Rafaelle Tavares. Ludicidade e prática pedagógica na perspectiva

da pedagogia Waldorf: apontamentos preliminares. In:SEMINÁRIO NACIONAL VII REGIONAL SOBRE FORMAÇÃO DE PROFESSORES E RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS. 5., 2013. Pará Anais [...].Pará, 2013.

KISHIMOTO, Tizuko M. (org.). Jogo, brinquedo, brincadeira, e a educação. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução da pesquisa, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

LOCKE, John. Ensaio sobre o entendimento humano. Lisboa: Fundação Calouste Gulbecnkian, 1999. v. 1.

MARANHÃO, Diva Nereida Marques Machado. Ensinar brincando: a aprendizagem pode ser uma grande brincadeira. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2001.

NASPOLINI, Ana Tereza. Didática do Português – tijolo por tijolo: leitura e produção escrita. São Paulo: Scipione, 1996.

NAVARRO, Mariana Stoeterau. O brincar na educação infantil. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO/EDUCERE. III ENCONTRO SUL

BRASILEIRO DE PSICOPEDAGOGIA, 9., 2009, Paraná. Anais [...]. Parana:

PUCPR, 2009. p. 2123-2137.

PIAGET, Jean. A Formação do Símbolo na criança. São Paulo: LTC Editora, 1990.

PROSCÊNCIO, Patrícia Alzira. Concepção de corporeidade de professores da educação infantil e sua ação docente. 2010. 149f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, 2010.

SOUZA, Maria Cecília Braz Ribeiro de. A concepção de criança para o Enfoque Histórico Cultural. 2007. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2007.

SILVA, Aline Fernandes Felix da; SANTOS, Ellen Costa Machado dos. A importância do brincar na educação infantil. 2009. 36 f. Monografia (Especialização) – Decanto de Pesquisa e Pós- Graduação, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Mesquita, 2009. Disponível em: http://www.ufrrj.br/graduacao/prodocencia/publicacoes/desafioscotidianos/arquivos/integra/integra_SILVA%20e%20SANTOS.pdf. Acesso em: 12 mar. 2019.113

VIANNA, Heraldo M. Pesquisa em educação: a observação. Brasília: Plano Editora, 2003.

VYGOTSKY, Lev S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1984.

WALLON, Henri. Psicologia e Educação de Infância. Rio de Janeiro: Editorial Estampa, 2001.

Publicado
06-08-2019
Como Citar
França, R. de C. C. R. de, & Santos, R. A. dos. (2019). Base Nacional Comum Curricular e Educação Infantil: a ciranda das Artes na Escola de Aplicação da UFPA. @rquivo Brasileiro De Educação, 6(14), 88-113. https://doi.org/10.5752/P.2318-7344.2018v6n14p88-113
Seção
ARTIGOS: DOSSIÊ Infâncias e Crianças da Amazônia: saberes, vivências e educação em diferentes contextos