A História de Crianças que viveram o Isolamento Compulsório no Educandário Eunice Weaver em Belém do Pará (1942- 1980)

  • Tatiana do Socorro Corrêa Pacheco Universidade Federal Rural da Amazônia
Palavras-chave: História da Infância-Pará. Cotidiano de crianças. Infância em instituição.

Resumo

Este artigo apresenta alguns resultados da pesquisa realizada no doutorado em Educação que teve como objetivo central explicitar a infância e as experiências educativas de crianças que não possuíam hanseníase, mas viveram isoladas no Educandário Eunice Weaver em Belém/Pará. A singularidade do grupo que frequentou a instituição os tornou atores centrais nesse processo de isolamento, nos direcionando para um estudo que nos possibilitasse apreender e registrar as experiências dos sujeitos que vivenciaram as suas infâncias naquele espaço e tempo. Os procedimentos adotados foram à entrevista em história oral híbrida e temática e a pesquisa documental. Organizamos as fontes orais em temáticas com base nas experiências mais significativas que emergiram das narrativas dos ex-internos sobre a infância e o cotidiano das crianças na instituição, com o intuito de nos aproximarmos da vida das crianças na instituição. Autores como Michel Foucault, Mikhail Bakhtin e Erving Goffman, nos deram aporte para as análises empreendidas. Os resultados da pesquisa revelam uma história de crianças que foram retiradas do convívio com seus familiares e do convívio social, construindo assim uma forma de se vivenciar a infância baseada no isolamento, no controle dos corpos infantis por meio do disciplinamento e da violência física e psicológica.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tatiana do Socorro Corrêa Pacheco, Universidade Federal Rural da Amazônia
Doutora em Educação (PPGED/UFPA), na linha de pesquisa Educação, Cultura e Sociedade. Professora Adjunta da Universidade Federal Rural da Amazônia-UFRA (Belém/PA).


Referências

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. 4ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BRASIL. Ministério da Saúde. Tratado de leprologia: volume II. 2.ed. Rio de Janeiro: Serviço Nacional da Lepra, 1950.

CHAMBOULEYRON, Rafael. Jesuítas e as crianças no Brasil quinhentista. In: PRIORE, Mary del (org). História das crianças no Brasil. 6. ed. São Paulo: Contexto, 2007

COELHO, Maricilde O. A escola primária no Estado do Pará(1920 -1940). 2008. 205 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de PósGraduação em Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

CONFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL AOS LEPROSOS, 1., 1939. Relatório da I Conferência Nacional de Assistência Social aos leprosos. Rio de Janeiro, de 12 a 19 de novembro de 1939. Disponível em: http://hansen.bvs.ilsl.br/textoc/revistas/1939/PDF/v7n4/v7n4conflepro.d. Acesso em: 15 jan. 2016.

DUARTE, Antonio Valdir Monteiro. Orfãs e desvalidas: a formação de meninas no Orphanato Municipal de Belém do Pará (1893-1931). 2013. 277 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em

Educação, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.

FOUCAULT, Michel. Os Anormais: curso no Collège de France (1974- 1975). São Paulo: Editora WMF, Martins Fontes, 2010.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Tradução de Raquel Ramalhete. 41.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

GOFFMAN, Erving. Manicômios, prisões e conventos. São Paulo: Perspectiva, 1961.

GOUVEA, Maria C. Soares de. A escrita da história da infância: periodização e fontes. In: SARMENTO, Manuel; GOUVEA, Maria C. Soares de (org.). Estudos da infância: educação e práticas sociais. 2 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

MEIHY, José Carlos S. B; HOLANDA, Fabíola. História oral: como fazer, como pensar. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2013.

MONTEIRO, Yara Nogueira. Violência e profilaxia: Os preventórios paulistas para filhos portadores de hanseníase. Saúde e Sociedade. São Paulo, v.7 n.1, p. 3-26, jan./jul. 1998.

PACHECO, Tatiana do Socorro Corrêa. Corpus estratificado das entrevistas em história oral temática realizada com ex-internos do Educandário Eunice Weaver. Belém, PA: UFPA, 2015 (Digital inédito). PREVENTÓRIOS PARA FILHOS DE LÁZAROS. Regulamento dos Preventórios para filhos de lázaros instalados no Brasil. Rio de Janeiro: CPDOC: Arquivo Gustavo Capanema, 1941. (Série correspondências; GC 766f).

PRIORE, Mary del (org). História das crianças no Brasil. São Paulo:contexto, 2007.

PRIORE, Mary del; VENÂNCIO, Renato. Uma breve história do Brasil. São Paulo: Editora Planeta do Brasil, 2010.

RELATÓRIO AO SENHOR PRESIDENTE DA REPÚBLICA PELO CORONEL JOAQUIM DE MAGALHÃES CARDOSO BARATA, Interventor Federal. Problemas fundamentais – Idéas de Govêrno – Adminstração – Prestação de Contas. Pará, 1944.

RELATÓRIODA II CONFERÊNCIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL AOS LEPROSOs. realizada no Rio de Janeiro em julho de 1945. Disponível em:http//www.hansen.bvs.ilsl.br. Acesso em: janeiro de 2016. RELATÓRIODO I CONGRESSO MÉDICO AMAZÔNICO. Relatório dos trabalhos apresentados pela comissão composta dos congressistas Pedro Borges, Clodomir Milet e Rinaldo de Azevedo, Belém: Oficinas Gráficas do Instituto Lauro Sodré (Escola Profissional do Estado), 1939.

Revista da Semana. 23 de novembro de 1940. Disponível em: http://www.bndigital.bn.br/hemeroteca-digital/ Acesso em: janeiro de 2016.

RIZINNI, Irene; PILOTTI, Francisco (org.). A arte de governar crianças: a história das políticas sociais, da legislação e da assistência à infância no Brasil. 3.ed. São Paulo: Cortez, 2011.

RIZZINI, Irene. Crianças e menores: do pátrio poder ao pátrio dever. Um histórico da legislação para a infância no Brasil. In: RIZZINI, Irene;

PILOTTI, Francisco (org.). A arte de governar crianças: a história das políticas sociais, da legislação e da assistência à infância no Brasil. 3.ed. São Paulo: Cortez, 2011a.

RIZZINI, Irene. Meninos desvalidos e menores transviados: a trajetória da assistência pública até a Era Vargas. In: RIZZINI, Irene; PILOTTI, Francisco (org.). A arte de governar crianças: a história das políticas sociais, da legislação e da assistência à infância no Brasil. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2011b.

RIZZINI, Irene; RIZZINI, Irma. A Institucionalização de crianças no Brasil: percurso histórico e desafios do presente. Rio de Janeiro: Ed. PUC Rio; São Paulo: Loyola, 2004.

SARGES, Maria de N. Belém: riquezas produzindo a Belle Époque (1870- 1912). 3ed. Belém: Paka-Tatu, 2010.

SILVA, Cláudia Cristina dos Santos. Crianças indesejadas: estigma e exclusão de filhos sadios de portadores de hanseníase internados no preventório Santa Terezinha – 1930 -1967. 2009. 226 f. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação em História Social, Universidade de São Paulo, São Paulo: 2009.

Publicado
06-08-2019
Como Citar
Pacheco, T. do S. C. (2019). A História de Crianças que viveram o Isolamento Compulsório no Educandário Eunice Weaver em Belém do Pará (1942- 1980). @rquivo Brasileiro De Educação, 6(14), 181-215. https://doi.org/10.5752/P.2318-7344.2018v6n14p181-215
Seção
ARTIGOS: DOSSIÊ Infâncias e Crianças da Amazônia: saberes, vivências e educação em diferentes contextos