Interatividade em Ambientes Virtuais de Aprendizagem no processo de ensino e aprendizagem na Educação a Distância DOI - 10.5752/P.2318-7344.2013v1n1p75

  • Márcia Gorett Ribeiro Grossi PUC Minas
  • Aline Lopes Moraes PUC Minas
  • Amanda Tolomelli Brescia PUC Minas
Palavras-chave: Educação a Distância, Ambientes Virtuais de Aprendizagem, Moodle, Interatividade, Afetividade.

Resumo

Com a ampliação e aperfeiçoamento da utilização de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs) na Educação a Distância (EaD), percebe-se a necessidade de uma maior discussão sobre o potencial interativo das ferramentas que compõem esses ambientes. Assim, buscou-se nesta pesquisa verificar a importância da interatividade e afetividade no AVA Moodle e, ainda, delimitar as possibilidades e as limitações no desenvolvimento do processo de ensino e aprendizagem a distância, a partir da utilização de quarto ferramentas do Moodle. Para atingir esse objetivo foi realizada uma pesquisa descritiva, bibliográfica, de caráter exploratória. Os resultados revelam o quanto é indispensável às interações entre os participantes da EaD e que o tratamento dado aos alunos deve ser afetivo, já que o sentimento de pertença contribui significamente para uma aprendizagem pró-ativa e colaborativa.

Biografia do Autor

Márcia Gorett Ribeiro Grossi, PUC Minas
Professora Doutora em Ciência da Infor-mação. Professora do Mestrado em Educação Tecnológica do CEFET-MG
Aline Lopes Moraes, PUC Minas
Especialista em Edu-cação Profissional Técnica Integrada ao Ensino. Mestranda do Programa de Pós-graduação em Educação Tecnológica pe-lo CEFET-MG.
Amanda Tolomelli Brescia, PUC Minas
Especialista em Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância, Mestranda do Programa de Pós-graduação em Educação Tecnológica pelo CEFET-MG
Publicado
30-08-2013
Como Citar
Grossi, M. G. R., Moraes, A. L., & Brescia, A. T. (2013). Interatividade em Ambientes Virtuais de Aprendizagem no processo de ensino e aprendizagem na Educação a Distância DOI - 10.5752/P.2318-7344.2013v1n1p75. @rquivo Brasileiro De Educação, 1(1), 75-92. https://doi.org/10.5752/P.2318-7344.2013v1n1p75