Percalços e desafios da produção acadêmica sobre o Programa de Incentivo à Leitura no Brasil (Proler), 1992–2012: análises preliminares

  • Clarice Alves de Araújo Observatório da Educação; Universidade de Uberaba (UNIUBE)
  • Luciana Beatriz de Oliveira Bar de Carvalho Universidade de Uberaba (UNIUBE)
  • Carlos Henrique Carvalho Universidade Federal de Uberlandia (UFU)
Palavras-chave: PROLER, Politica públicas, Leitura, Ideologia.

Resumo

Este artigo apresenta trabalho desenvolvido na linha de Processos Educativos e seus Fundamentos, vinculado ao OBEDUC/UNIUBE com financiamento CAPES/ FAPEMIG e que teve como objeto de pesquisa as produções acadêmicas sobre o Proler. O objetivo geral foi examinar parte da produção acadêmica sobre o Proler compreendida entre os anos de 1992-2012. Os objetivos específicos traduzem-se em identificar a trajetória política e histórica do Proler e verificar se a produção acadêmica reconhece a eficiência do programa de leitura. A pesquisa é bibliográfica e documental. Foram selecionados 63 trabalhos entre artigos, monografias, dissertações e teses, todos localizados no portal da CAPES e em portais de Instituições de Ensino Superior. Tomou-se por critério aquelas que tivessem o Proler como objeto de pesquisa. Dentre elas, escolheram-se três que mais se aproximavam dos objetivos do trabalho, isto é, as que abordassem e tivessem como foco a Política e a História do Programa. Foram desenvolvidas duas categorias para análise: 1 – “as concepções políticas do Proler na visão dos pesquisadores” e 2 – “delimitação do perfil histórico e ideológico do Programa”. Como considerações parciais, conclui-se que a conjuntura brasileira favoreceu a instituição do Programa, apresentando-o satisfatório por atender às necessidades políticas do neoliberalismo, aos organismos mundiais de controle de capital e, que a produção analisada foi insuficiente para comprovar ou não a eficiência do Proler.


ABSTRACT

This research project was developed in the line of Education Processes and their Foudations, linked to OBEDUC/UNIUBE with CAPES/FAPEMIG fuding, and had as a research subject the academic productions on PROLER. The overall objective was to examine part of the academic literature on the PROLER between the years 1992-2012. The specific objectives are reflected in identifying the political and historical trajectory of PROLER, and verifying if the academic literature recognizes the reading program efficieny. It is a bibliographic and documentary research. We have selected 63 works incluinding articles, monographs, dissertations and theses, all located on the portal of CAPES and portals of higer education institutions. Our criterion was thoses which had the PROLER as an explicit object of research. Among them we chose three which came closest to our goal, that is, the ones which addressed and focused the policy and the history of the program. We have developed two categories for analysis: 1 – The political conceptions of PROLER in the view of researchers and 2 – The delimitation of the historical and ideological profile of the program. As partial consideration, we conclude that Brazilian situation has favored the institution of the program, and that is satisfactory to meet the needs of neoliberalism policies, to the global bodies of capital control and, that the analyzed production was sufficient to prove or disprove the PROLER efficiency.

Keywords: Proler. Public Policies. Reading. Ideology.

Biografia do Autor

Clarice Alves de Araújo, Observatório da Educação; Universidade de Uberaba (UNIUBE)

Cursou mestrado em Politicas públicas pela Uniube - Univrsidade de Uberaba. Lato senso em História do Barsil Contemporaneo e também  História e Formação Docente para Cultura Afro descendente. É graduada em Pedagogia pela FAFICH/UEG (GO) e licenciada em História pela FAFICH/GO. Trabalhou no curso de Licenciatura em História da UEG entre os anos 2001-2008. é docente do Curso de Pedagogia da Unifasc - Faculdade Santa Rita de Cássia. Atua tambem como professora de História para Ensino Médio pela SEDUCE - Secretaria de Educação, Esporte e Cultura do Estado de Goiás.

Luciana Beatriz de Oliveira Bar de Carvalho, Universidade de Uberaba (UNIUBE)
Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), mestre em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Fez Estágio de Doutorado Sanduíche na área de História da Educação na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Lisboa (UL). Atualmente é professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Uberaba (UNIUBE). Professora do curso de Pedagogia, Engenharia Civil, Engenharia Ambiental, Engenharia Elétrica, Engenharia da Computação e Medicina Vetérinaria da UNIUBE. É Coordenadora Institucional do Programa de Iniciação a Docência da CAPES/PIBID/UNIUBE. Também é Coodernadora do projeto OBEDUC/CAPES: As Políticas Públicas de incentivo a leitura: uma (re)leitura do Programa Nacional de Incentivo à Leitura (PROLER) e suas implicações no IDEB no município de Uberaba-MG. É membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em História e Historiografia da Educação (NEPHE), da Faculdade de Educação da UFU. É avaliadora do INEP/MEC, autoriza e reconhece cursos na área de educação. Participou como avaliadora in loco do Prêmio Inovação de Educação em Gestão Educacional de 2011 do INEP/MEC.
Carlos Henrique Carvalho, Universidade Federal de Uberlandia (UFU)

Possui graduação em História pela Universidade Federal de Uberlândia (1993), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (1999), doutorado em História pela Universidade de São Paulo (2003) e estágio pós-doutoral em História da Educação na Universidade de Lisboa (2008). É professor Associado da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e do Programa de Pós-Graduação em Educação (mestrado e doutorado). Membro dos Conselhos Editoriais das Revista Cadernos de História da Educação (da Faculdade de Educação, UFU); História & Perspectivas (do Instituto de História, UFU); Conselho Editorial Nacional da Revista Acta Scientiarum Education (da Universidade Estadual de Maringá) e integrante do Conselho Científico da Revista Educação em Foco (Universidade Federal de Juiz de Fora) e da Revista Educação em Questão (Universidade Federal do Rio Grande do Norte). É consultor ad-hoc de periódicos especializados, editoras e agências de fomento. Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia, nos biênios 2009-2011 e 2011-2013. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em História da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: história da educação brasileira; educação e imprensa; igreja católica e educação, no Brasil e em Portugal. É pesquisador da FAPEMIG ( no Programa Pesquisador Mineiro) e Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq. É Coordenador da Câmara de Ciências Humanas Sociais e Educação (CHE) da FAPEMIG. Atualmente é Secretário da Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE), biênio 2015-2017.

Publicado
26-09-2016
Como Citar
Araújo, C. A. de, Carvalho, L. B. de O. B. de, & Carvalho, C. H. (2016). Percalços e desafios da produção acadêmica sobre o Programa de Incentivo à Leitura no Brasil (Proler), 1992–2012: análises preliminares. @rquivo Brasileiro De Educação, 2(4), 34-55. https://doi.org/10.5752/P.2318-7344.2014v2n4p34