Os sentidos mudam e a cozinha também: análise da(s) formação(ões) discursiva(s) das propagandas da Todeschini

  • Heitor Pereira de Lima PUC Minas
  • Kátia Regina de Sousa e Silva PUC Minas
Palavras-chave: Formação discursiva, Tomada de posição, Formação ideológica

Resumo

Este trabalho parte da compreensão de que a noção de formação discursiva corresponde a um domínio de saber, constituído de enunciados discursivos que representam um modo de relacionar-se com a ideologia vigente, regulando o que pode e deve ser dito (PÊCHEUX, 1988). Nesse sentido, evoca-se a noção de sujeito, categoria analítica que difere pontualmente o quadro teórico da Análise do Discurso de linha francesa pêcheuxtiana das demais teorias que também contemplam o discurso. Embora este ensaio assume seu interesse por formação discursiva, não pretendemos perder de vista a noção de tomada de posição, formações ideológicas e sujeito, como já anunciamos, uma vez que a reunião dessas noções é fundamental para que consigamos acesso aos efeitos de sentido mobilizados pelas formações discursivas (estas a serviço de ideologia) que autorizam o discurso. Para isso, utilizaremos como corpus três textos propagandísticos da empresa de cozinhas planejadas Todeschini e buscaremos aporte teórico em Michel Pêchuex (1988), por sua importância na teorização do conceito de formação discursiva pela qual foi possível, ao considerar as formações ideológicas, esgarçar o olhar sobre essa categoria analítica tão cara aos estudos discursivos; Michel Foucault (1969), pela sua preocupação em estabelecer as regularidades, os sistemas de dispersão; e Freda Indursky (2020) por compreender sua relevância às pesquisas que visam explorar formações discursivas, sobretudo àquelas que elegem corpus da realidade brasileira. 

Publicado
02-12-2020
Como Citar
Lima, H. P. de, & Silva, K. R. de S. e. (2020). Os sentidos mudam e a cozinha também: análise da(s) formação(ões) discursiva(s) das propagandas da Todeschini. Cadernos CESPUC De Pesquisa Série Ensaios, (37), 200-216. https://doi.org/10.5752/P.2358-3231.2020n37p200-216