Memes e(m) política: movimentos de análise discursiva

  • Kátia Regina de Sousa e Silva Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Giliard Dutra Brandão PUC Minas
Palavras-chave: Análise de discurso, Heterogeneidade, Meme, Bolsonaro

Resumo

A proposta deste trabalho é investigar, à luz dos estudos discursivos, os efeitos de sentido emanados de memes, um gênero textual fabricado no meio digital e que tem esse espaço como cenário de circulação. Aqui, focalizamos na análise da heterogeneidade mostrada em “memes de internet”. Pretendemos revelar que, para compreender, efetivamente, tais textos, é preciso entender o entrecruzamento de diferentes vozes sociais e, assim, diferentes discursos devem ser mobilizados, assumidos. Como corpus para análise, considerando o atual momento político tão conturbado na história de nosso país, em que eleitores da direita e esquerda encenam uma polarização bem marcada, elegemos seis memes. Essas materialidades foram pinçadas de duas páginas do Facebook: “bolsomitos” e “bolsolixos”. Para os movimentos de análise, consideramos o processo de construção do interdiscurso e as refrações de sentidos provenientes da materialidade, priorizando as ressonâncias históricas, culturais e sociais. Como resultado, notamos que os dois grupos produziram memes, com recortes estratégicos, a fim de projetar representações (negativas) dos políticos que não apoiam e exaltar os que defendem, através de representações favoráveis a estes. Também percebemos que a produção de sentidos, pelo leitor, é possível a partir da mobilização de aspectos polifônicos, cujas redes verbal e não-verbal estão, intimamente, ancoradas aos aspectos históricos, culturais e sociais, alguns mais bem situados historicamente, outros nem tanto.

Publicado
02-12-2020
Como Citar
Silva, K. R. de S. e, & Brandão, G. D. (2020). Memes e(m) política: movimentos de análise discursiva. Cadernos CESPUC De Pesquisa Série Ensaios, (37), 147-162. https://doi.org/10.5752/P.2358-3231.2020n37p147-162