Cadernos CESPUC de Pesquisa Série Ensaios http://periodicos.pucminas.br/index.php/cadernoscespuc <p><strong><strong>Cadernos CESPUC de Pesquisa</strong></strong> - Revista semestral do Programa de Pós-graduação em Letras e do Centro de Estudos Luso-afro-brasileiros da PUC Minas, classificada como B3 no QUALIS de sua área (Línguística, Letras e Artes).</p><p><strong>Missão</strong>: A missão da revista é publicar dossiês contendo artigos científicos e ensaios inéditos e de reconhecida qualidade acadêmica, produzidos por discentes do Programa de Pós-graduação em Letras da PUC Minas e de outras instituições de ensino superior nacionais e estrangeiras. Com isso, divulga trabalhos das áreas de Literatura Brasileira, Literatura Portuguesa e literaturas africanas de língua portuguesa – Literatura Angolana, Literatura Caboverdiana, Literatura Guineense, Literatura Moçambicana e Literatura Santomense –, e das diferentes áreas e subáreas de estudos da Linguística e da Filologia.</p><p><strong>Cadernos CESPUC de Pesquisa</strong> - Is a biannual journal of the Postgraduate Program in Letters and the Luso-Afro-Brazilian Studies Center of PUC Minas, classified as B3 in QUALIS of its area (Language, Arts and Letters).</p><p><strong>Mission</strong>: The mission of the journal is to publish dossiers containing scientific papers and unpublished essays and of recognized academic quality, produced by students of the Graduate Program in Letters of PUC Minas and other national and foreign higher education institutions. With this, he publishes works from the areas of Brazilian Literature, Portuguese Literature and African Literatures of Portuguese Language - Angolan Literature, Caboverdian Literature, Guinean Literature, Mozambican Literature and Santomense Literature -, and the different areas and sub-areas of Linguistics and Philology studies.</p><p><a href="https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/veiculoPublicacaoQualis/listaConsultaGeralPeriodicos.jsf" target="_blank">Classificação de periódicos quadriênio (<em>Qualis</em>) 2013-2016</a></p><table class="table table-striped table-bordered"><tbody><tr><td> </td><td> </td><td>LETRAS / LINGUÍSTICA</td><td>B3</td></tr><tr><td> </td><td> </td><td>FILOSOFIA</td><td>B4</td></tr></tbody></table><p><span><br /></span></p> Editora PUC Minas pt-BR Cadernos CESPUC de Pesquisa Série Ensaios 2358-3231 <p>The author detains permission for reproduction of unpublished material or with reserved copyright and assumes the responsibility to answer for the reproduction rights.</p> Apresentação http://periodicos.pucminas.br/index.php/cadernoscespuc/article/view/22136 <p>.</p> Sandra Maria Silva Cavalcante Paulo Henrique Aguiar Mendes Copyright (c) 2019 Cadernos CESPUC de Pesquisa Série Ensaios https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2019-12-20 2019-12-20 2 35 1 3 Bluesman – Baco Exu Do Blues: pela criação de novas narrativas possíveis para o sujeito negro http://periodicos.pucminas.br/index.php/cadernoscespuc/article/view/21284 <p>Este trabalho parte da compreensão do sujeito negro como aquele que, dentro da sociedade brasileira, se enquadra na parcela da população que se reconhece como preta ou parda. Nesse sentido, ser negro é construir-se e ser construído identitariamente como pertencente a uma parcela da população que fora durante muito tempo marginalizada. Por reconhecer a complexidade de definição do sujeito negro e a importância de ouvir essas vozes que foram durante muito tempo dissidentes, disponho-me a investigar o processo de perspectivação de si, enquanto pessoa negra, na canção <em>Bluesman </em>do <em>rapper </em>Baco Exu do Blues. Mais precisamente, o estudo visa compreender, em uma perspectiva discursivo-cognitiva, esse processo de perspectivação e encenação da experiência do sujeito negro na narrativa construída por Baco Exu do Blues na música <em>Bluesman. </em>Compreendo que a perspectivação cognitiva é uma operação básica constitutiva da capacidade narrativa humana e que essa pode ser flagrada e descrita na dinâmica de encenação enunciativa das narrativas analisadas. Assumo como hipóteses que: i) na base da construção identitária como “pessoa negra” do sujeito em estudo está o processo de perspectivação da experiência de (re)construção de narrativas sobre si; e ii) esse processo implica referenciar-se enquanto negro com base na co-construção de metáforas multimodais. Como forma de atingir o objetivo assumido, utilizarei como referencial teórico Forceville (2016), por sua importância na interpretação de objetos de ordem multimodal; Brandt (2004), que permite a construção de uma análise ancorada na teoria dos níveis de integração; e Lakoff (1980), por compreender sua relevância para qualquer pesquisa que se proponha a estudar o processo de metaforização.</p> Juliane Ferraz Oliveira Copyright (c) 2019 Cadernos CESPUC de Pesquisa Série Ensaios https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2019-12-20 2019-12-20 2 35 4 24 10.5752/P.2358-3231.2019n35p4-24 Reflexões sobre o ensino da Metáfora: a dimensão subjetiva e suas implicações nos exames seletivos http://periodicos.pucminas.br/index.php/cadernoscespuc/article/view/21880 <p>Partindo de alguns parâmetros pedagógicos, propostos pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), sobre o ensino de língua materna na educação brasileira, sobretudo em relação ao ensino da metáfora, este artigo propõe a análise de algumas questões do Exame Nacional do Ensino Médio que tematizam a metáfora, a fim de demonstrar que o ENEM é, de fato, um exemplo paradigmático das discrepâncias e assimetrias existentes entre o ensino básico, os seus dispositivos regulares e os seus mecanismos didático-avaliativos. Por fim, foram apresentadas algumas constatações importantes para corroborar a ideia de que, para além do fenômeno comparativo, a metáfora deve ser ensinada também enquanto uma categoria do pensamento humano, conforme preconiza a Linguística Cognitiva.</p> Aldria Rodrigues Copyright (c) 2019 Cadernos CESPUC de Pesquisa Série Ensaios https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2019-12-20 2019-12-20 2 35 25 36 10.5752/P.2358-3231.2019n35p25-36 Produções de sentido em torno do termo “Deus” no Quarto Evangelho à luz da Teoria das Metáforas Conceptuais http://periodicos.pucminas.br/index.php/cadernoscespuc/article/view/21796 <p><span style="font-weight: 400;">O objetivo deste artigo é o de, observando as especificidades da linguagem metafórica do Apóstolo João,&nbsp; apresentarmos um teste metodológico da Teoria das Metáforas Conceptuais a fim de elaborarmos uma chave de leitura para o termo "Deus" no Quarto Evangelho, a qual leve em conta a noção cognitiva dos processamentos metafóricos.&nbsp;</span></p> Luciana Cangussu Copyright (c) 2019 Cadernos CESPUC de Pesquisa Série Ensaios https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2019-12-20 2019-12-20 2 35 37 56 10.5752/P.2358-3231.2019n35p37-56 Metaphor as a dynamic complex emergence an analysis of the discourse of violence victims http://periodicos.pucminas.br/index.php/cadernoscespuc/article/view/21156 <p>Metaphor is here approached as a complex emergence which results from many internal and external factors such as those of a bio-psychological nature among others. Based on an embodied view which assumes that cognition results from "structural couplings that bring forth a world" (VARELA; THOMPSON; ROSCH,1993); it is assumed that socio-culturally shared beliefs, values and attitudes, individuals' life history, their affective and psychological states, besides embodied factors interact dynamically to cause metaphor emergencies to occur. Such metaphors might incorporate verbal language, gestures, body language etc. Having this view of metaphor as a basis, data gathered from three focal groups composed by volunteer violence victims are analysed. Findings from participants’ talks about ways they cope with the threat posed by urban violence, point to the emergence of several systematic metaphors. VIOLENCE IN FOOTBALL IS A REPELLING FORCE and UNDERSTANDING DIFFERENT SOCIAL GROUPS IS SEEING THEM are the two systematic metaphors analysed here.</p> Ana Cristina Pelosi João Paulo Rodrigues Lima Pedro Henrique Sousa da Silva Copyright (c) 2019 Cadernos CESPUC de Pesquisa Série Ensaios https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2019-12-20 2019-12-20 2 35 57 73 10.5752/P.2358-3231.2019n35p57-73 “Direito é Guerra”: Uma análise da metáfora conceptual no discurso jurídico do Supremo Tribunal Federal http://periodicos.pucminas.br/index.php/cadernoscespuc/article/view/21213 <p>O presente estudo tem como escopo investigar a ocorrência da metáfora conceptual DIREITO É GUERRA nas decisões prolatadas pela mais alta corte de justiça brasileira, no âmbito do Direito Constitucional, Direito Civil e Direito Administrativo no período de um ano. Trata-se de pesquisa de cunho exploratório, quantitativa e qualitativa que se baseia em pressupostos teóricos de Louis Althusser (1980), Michel Pêcheaux (1990), Lakoff e Johnson (1980), Habermas (1989 e 2003), Tony Berber Sardinha e outros, utilizando-se dos métodos estatísticos e sendo ao final um estudo empírico acerca da metáfora conceptual e das expressões metafóricas licenciadas no imo do discurso jurídico contemporâneo.</p> Maricélia Schlemper Copyright (c) 2019 Cadernos CESPUC de Pesquisa Série Ensaios https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2019-12-20 2019-12-20 2 35 74 109 10.5752/P.2358-3231.2019n35p74-109 A cor, a arte e a metáfora visual: um relato de experiência de revitalização urbanística http://periodicos.pucminas.br/index.php/cadernoscespuc/article/view/21950 <p>O presente artigo inicia-se por reflexões sobre os impactos e a transformação na vida de duas comunidades revitalizadas por intervenções socioculturais promovidas pelo uso de cores, na forma de arte visual, mais especificamente, as cidades de Medellín, na Colômbia, e Santa Catarina de Palopó, na Guatemala. &nbsp;A partir desse enquadramento geral, o artigo apresenta um relato de experiência do início de um projeto de recuperação de uma região da cidade de Maceió (Alagoas), mais precisamente a comunidade “Vila Redenção”. O projeto, intitulado “Intervenções urbanas no Polígono do CESMAC”, é desenvolvido por estudantes e professores do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário CESMAC e conta com a participação efetiva da comunidade local e de uma empresa parceira. A iniciativa focaliza o uso de heurísticas nas produções desenvolvidas, estimulando a capacidade criativa e inventiva dos estudantes. Essa capacidade, manifestada em expressões artísticas visuais, essencialmente metafóricas, é compreendida, neste artigo, à luz do conceito de <em>blending, ou integração conceptual </em>(FAUCONNIER &amp; TURNER, 2002). O artigo constitui-se, em síntese, na sistematização do relato de uma experiência, em andamento, que institui-se como o campo de pesquisa para a autora.</p> <p>&nbsp;</p> Morgana Andreia Medeiros Tenorio Sandra Maria Silva Cavalcante Edileine Machado Copyright (c) 2019 Cadernos CESPUC de Pesquisa Série Ensaios https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2019-12-20 2019-12-20 2 35 110 121 10.5752/P.2358-3231.2019n35p110-121