Ensino de História nas séries iniciais: uma realidade supostamente conhecida (Teaching History in the initial grades: a reality supposedly well known)

Araci Rodrigues Coelho

Resumo


Neste artigo apresentaremos algumas das conclusões defendidas na tese: Usos de livros didáticos de História: entre táticas e prescrições. Tal pesquisa teve como objeto de investigação os usos, por professoras do primeiro segmento do Ensino Fundamental, do livro didático de História (LdH) distribuído pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) 2004. Adotamos uma perspectiva teórico-metodológica, que elegeu como principais referenciais, as categorias cultura escolar, saberes e práticas docentes, ancoradas no diálogo entre os campos do Ensino de História e da Sociologia da Educação. Na construção de tais categorias, nossos referenciais teóricos, especialmente acerca dos saberes docentes, foram Tardif e Lessard (2005) e Monteiro (2002), entre outros. Focalizaremos, para este artigo, a apresentação e análise de dados que buscaram responder algumas das questões investigadas por aquela pesquisa, notadamente, as relativas ao perfil pessoal e profissional das professoras. Interessa-nos, ao final, contribuir para a compreensão do ensino de História e, mais especificamente, para a construção de políticas em prol da melhoria da qualidade da educação que possam privilegiar a formação e a garantia de melhores condições de trabalho dos seus professores.

 

Abstract

This article is aimed at presenting some conclusions defended in the thesis: The use of didactical History books: between tactic and prescription. This research purpose was the investigation on the use of the History didactic book (LdH) by teachers in the first Fundamental Level segment. This book was distributed by the PNLD 2004.We have adopted a theoretical and methodological perspective which had, as main references, the categories of school culture, knowledge and teaching practices, based on the dialogue between the Teaching fields of History and Sociology of Education. In the construction of such categories, our theoretical references, especially concerning the teachers knowledge, were Tardif and Lessard (2005) and Monteiro (2002), among others. For this article, we shall focus on data presentation and analysis which sought to answer some issues investigated in that research, especially those related to the teachers personal and professional profiles. Our interest, in the end, is to contribute for the understanding of History teaching and, specifically, for the construction of policies on behalf of the improvement of education quality which may give priority to the formation and so as to the guarantee of better work conditions for their teachers.

Palavras-chave


Saberes docentes; Condições pessoais e profissionais docentes; Ensino de História nas séries iniciais; Formação de professores.

Referências


BITENCOURT, Circe Maria Fernandes. Livro didático e conhecimento histórico: uma história do saber escolar. 1993. 369 f. Tese (Doutorado em História) – Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

CHARTIER, Anne-Marie. Fazeres ordinários da classe: uma aposta para a pesquisa e para a formação. Educação e Pesquisa. São Paulo, vol. 26, n. 2, p. 157-168, jul./dez. 2000.

COELHO, Araci Rodrigues. Usos dos livros didáticos de História: entre táticas e prescrições. 2009. 458 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

GABRIEL, Carmen Teresa Anhorn. Nas tramas da didatização escolar: entre histórias a ensinar e histórias ensinadas. In: ANAIS DA 27ª REUNIÃO ANUAL DA ANPED. SOCIEDADE, DEMOCRACIA E EDUCAÇÃO, 2004, Caxambu. Anais... Sociedade, Democracia e Educação, 2004. p. 1-15.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, António (org.). Vidas de professores. 2. ed. Porto: Porto Ed., 1995.

MARCELO, Carlos. Pesquisa sobre a formação de professores: o conhecimento sobre aprender a ensinar. Revista Brasileira de Educação. São Paulo, n 9, p. 51-75, 1998.

MONTEIRO, Ana Maria. Ensino de História: entre saberes e práticas. 2003. 256 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2003.

SAMPAIO, Carlos Eduardo Moreno et al. Estatísticas dos professores no Brasil. Brasília: INEP [2003/2004], p. 85-120. (cópia)

SINISCALCO, Maria Teresa. Perfil estatístico da profissão docente. São Paulo: Moderna. 2003. p. 82.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Tradução de Francisco Pereira. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002. 324 p. Original francês.

TARDIF, Maurice ; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Tradução de João Batista Kreuch. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005. 317 p. [Original francês].


Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Indexadores desta revista:

Latindex

Sumários.org

E-Revist@s

Periodicos.CAPES

SEER/IBICT

LivRe

Electronic Journals Library

ANPUH