[1]
J. A. Oliveira, “Na ponta da chuteira havia um fuzil: Adriano Imperador e o percalço da euforia a criminalização”, Cad. Hist., vol. 22, nº 37, p. 296-313, nov. 2021.