Gestão tributária e a Prática Extensionista na formação do Bacharel em Ciências Contábeis EAD

  • Alex Magno Diamante Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas)
  • Josmária Lima Ribeiro de Oliveira Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas)
Palavras-chave: Sistemas fiscais, Impostos, Extensão

Resumo

A malha tributária brasileira é conhecida por sua complexidade e pelas recentes incursões no avanço tecnológico para o registro das obrigações pelas empresas e pelas pessoas físicas. O curso de Ciências Contábeis, ao promover a formação do profissional para a atuação em tal mercado busca estabelecer uma conexão com este, para favorecer a contínua atualização. A proposta do curso EAD da PUC Minas concebe a adoção da prática extensionista há alguns semestres. Com a proposta de fomentar a interação com o mercado e com a sociedade, para a propagação das informações tributárias, a presente análise considera, pela abordagem descritiva e qualitativa, os resultados obtidos nos últimos semestres. Eles demonstram que as práticas são favoráveis ao processo de formação discente, à sociedade e à Universidade. Pela análise das propostas de melhoria, novos olhares são apresentados quanto ao processo de relacionamento entre os discentes e para com as empresas, instigando avanços para a abordagem com equipes multidisciplinares, e a melhoria do relacionamento entre os pares.

Biografia do Autor

Alex Magno Diamante, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas)

Mestre em Administração, Pós Graduação em Sistemas de Gestão e graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Gestão de Empresas, com ênfase em avaliação e implantação de sistemas ERP e BPM Ciências Contábeis. Professor da PUC Minas Virtual.

Josmária Lima Ribeiro de Oliveira, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas)

Doutora em Ciências Contábeis. Professora do Instituto de Ciências Econômicas e Gerenciais (ICEG) PUC Minas e da PUC Minas Virtual.

Referências

BRASIL. CBO – Classificação Brasileira de Ocupações. Ministério do Trabalho e Emprego. Disponível em: <http://www.mtecbo.gov.br/cbosite/pages/home.jsf>. Acesso em: 06 mar.2017.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Ministério da Educação. Resolução CNE/CES 10, de 16 de dezembro de 2004. http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rces10_04.pdf. Acesso em: 22 ago. 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Portaria nº 202, de 22 de junho de 2012. Disponível em: <http://download.inep.gov.br/educacao_superior/enade/legislacao/2012/portarias_diretrizes_enade_2012.pdf>. Acesso em: 01 ago.2012.

CARDOSO; NETO; e OYADOMARI. Os estudos internacionais de competências e os conhecimentos, habilidades e atitudes do contador gerencial brasileiro: análises e reflexões. BBR Brazilian Business Review. v.7, n.3 Vitória-ES, set-dez 2010. p. 91-113.

CARDOSO; RICCIO; ALBUQUERQUE. Competências do contador: um estudo sobre a existência de uma estrutura de interdependência. Revista Administração, São Paulo, v.44, n.4, p.365-379, out./nov./dez. 2009.

TEIXEIRA, T. C. ; OLIVEIRA, J. L. R. de ; MAGALHÃES, M. P. ; ZANETTI, A. C. A disciplina extensionista 'Projeto Aplicativo' no curso EAD em Ciências Contábeis: formação acadêmica, humanística e profissional dos discentes. In: BARROS, Ev’Ângela B. R. de; ALBUQUERQUE, Lucimar M. de; RESENDE, Márcia C. F. (Org.). Ressignificando a relação teoria e prática: reflexões sobre as Práticas Curriculares de Extensão da PUC Minas. Belo Horizonte: PUC MG, 2019, v. 1, p. 137-154.

Publicado
19-06-2020