O MERCOSUL é uma “camisa de força” para o Brasil? Dilemas brasileiros e a importância do bloco sul-americano para as exportações industriais

Is MERCOSUR a “straitjacket” for Brazil? Brazilian dilemmas and the importance of the South American block for industrial exports

Palavras-chave: Integração regional, Mercosul, estágio de integração.

Resumo

O artigo versa sobre alguns dos dilemas políticos e econômicos contemporâneos do Mercosul, especialmente aqueles inseridos no debate em torno do estágio de integração entre, de um lado, permanecer enquanto uma União Aduaneira Imperfeita, e de outro, retorno a unicamente uma Área de Livre Comércio. Destaca-se que embora a opção de retorno a uma ALC conceda maior autonomia ao Brasil para firmar acordos extrarregionais, tal opção incidirá em grandes riscos às exportações brasileiras para o bloco, sobretudo, de produtos manufaturados. Ressaltamos que, independentemente do estágio, o bloco deve possuir ambições para além da região de forma a sustentar a integração comercial e produtiva. 

Biografia do Autor

Jean Santos Lima, Instituto de Relações Internacionais - IREL/ Universidade de Brasília - UnB
Doutorando em Relações Internacionais na Universidade de Brasília (IREL/UnB).

Referências

BALDWIN, Richard. ‘Trade and Industrialisation after Globalisation's 2nd Unbundling: how building and joining a supply chain are different and why it matters’. Working Paper 17716. Cambridge, MA: National Bureau of Economic Research (NBER), dez 2011.

BAUMANN, Renato. "Brazilian, Chinese, and Indian exports: is the regional market really a source of learning?". Brazilian Journal of Political Economy, vol. 33, n. 1, pp. 102-119, jan/mar. 2013.

BERNANKE, Ben S. "Germany's trade surplus is a problem", Brookings, 3 abr. 2015. Disponível em: <http://www.brookings.edu/blogs/ben-bernanke/posts/2015/04/03-germany-trade-surplus-problem>. Acesso em: 10 jan. 2018.

CERVO, Amado Luiz. Relações Internacionais da América Latina: de 1930 aos nossos dias. 3. ed. rev. e atual. São Paulo: Saraiva; Instituto Brasileiro de Relações Internacionais, 2013.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA. Competitividade Brasil 2016: Comparação Com Países Selecionados. Brasília: CNI, 2016. Disponível em: <http://www.portaldaindustria.com.br/estatisticas/competitividade-brasil-comparacao-com-paises-selecionados/>. Acesso em 12 jan. 2018.

GRUPO DE MONITOREO MACROECONOMICO database. Acesso em: <https://www.gmm-mercosur.org/home>. Acesso em: 31 jan. 2019.

DEUTSCHE WELLE. “Mujica diz que Argentina atrapalha Mercosul”, 28 fev. 2015. Disponível em: <http://www.dw.com/pt-br/mujica-diz-que-argentina-atrapalha-mercosul/a-18286952>. Acesso em: 14 jan. 2018.

MDIC. Estatísticas de Comércio Exterior, 2018. <http://www.mdic.gov.br/comercio-exterior>. Acesso em: 30 jan 2018.

MERCOSUR Innovaportal. ‘Bolívia ingressa no MERCOSUL’, 2017. Disponível em: <http://www.mercosur.int/innovaportal/v/6932/12/innova.front/bolivia-ingressa-no-mercosul>. Acesso em: 30 jan. 2018.

VIGEVANI, Tullo; ARAGUSUKU, Juliano A. S. Atitudes brasileiras para as organizações hemisféricas: Círculos concêntricos. Pensamiento Propio, ano 19, n. 39, jan./jun. 2014. Disponível em: <http://www.cries.org/wp-content/uploads/2014/06/010-Vigevani.pdf >. Acesso em: 30 jan 2018.

VIOLA, Eduardo; LIMA, Jean Santos. ‘Divergences Between New Patterns of Global Trade and Brazil/Mercosur’. Bras. Political Sci. Rev., São Paulo, v. 11, n. 3, e0001, 2017. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-38212017000300203&lng=en&tlng=en>. Acesso em 01 fev. 2018.

Publicado
16-08-2018
Como Citar
Lima, J. S. (2018). O MERCOSUL é uma “camisa de força” para o Brasil? Dilemas brasileiros e a importância do bloco sul-americano para as exportações industriais. Conjuntura Internacional, 15(1), 23-32. https://doi.org/10.5752/P.1809-6182.2018v15n1p23