Desempenho do comércio da celulose brasileira para a China, 1990 a 2016

Brazilian pulp trade performance for China, 1990 to 2016

  • Naisy Silva Soares
  • Letícia Soares Viana
  • Lyvia Julienne Sousa Rego
Palavras-chave: Setor de celulose, Intensidade do comércio, Economia internacional

Resumo

Diante da importância estratégica do setor florestal brasileiro, o significativo volume de negócios entre as duas nações e visto que a China é considerada o principal parceiro comercial com o Brasil, este estudo tem como objetivo analisar o fluxo de comércio do setor brasileiro de celulose com a China, utilizando a os Índices de Intensidade de Comércio, de Orientação Regional de Comércio, de Grubel e Lloyd e o de Menon e Dixon, comparando as mudanças do antes e o depois da criação dos BRICS. Assim, os resultados indicaram que o padrão de comércio neste setor mostrou-se interindustrial em quase todos os anos.

Referências

AGENCE FRANCE PRESSE – AFP. PIB da Rússia cresce 1,5% em 2017 após dois anos de recessão. Revista Exame. Disponível em: https://exame.com/economia/pib-da-russia-cresce-15-em-2017-apos-dois-anos-de-recessao/. Acesso em: 19 mar. 2018.

ANDERSON, Kym; NORHEIM, Hege. Is world trade becoming more regionalized? Review of International Economics, v. 1, n. 2, p. 91–109, 1993.

FERNANDES, Ivan Felipe de Almeida Lopes; CARDOSO, Luís Fernando de Paiva Baracho. A Política Externa Brasileira e o Grupo dos Brics. Leviathan: Cadernos de Pesquisa Política, n. 11, p. 121-144, 2015.

FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED STATES (FAO). Data, 2017. Disponível em: http://www.fao.org/home/en/. Acesso em: 19 ago. 2017.

GRUBEL, Hebert G.; LLOYD, Peter J. Intra-Industry Trade: The Theory and Measurement of International Trade in Differentiated Products. Macmillan Press, London, 1975.

GUIMARÃES, Marine Cotta. O Mercosul e o Desempenho do Comércio Intra-Indústria do Setor Brasileiro de Papel e Celulose. 2007. Dissertação (Mestrado em Economia Aplicada) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.

HAMILTON, Clive; KNIEST, Paul. Trade Liberalisation, Structural Adjustment and Intra Industry Trade: A Note. Weltwirtschaftliches Archiv, v. 12, p. 356-367, 1991.

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE ÁRVORES (IBÁ). Celulose, 2018. Disponível em: http://iba.org/pt/produtos/celulose. Acesso em: 22 mar. 2018.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA (IPEA). As relações bilaterais Brasil - China: A ascensão da China no sistema mundial e os desafios para o Brasil. Comunicado IPEA, n. 85, 2011.

MENON, Jayant, DIXON, Peter Bishop. Measures of Intra-industry trade as indicators of Factor Market Disruption. Center of Policy Studies and the Impact Project. General Paper, n. G- 113, p. 2-5, 1995.

MINISTERIO DO DESENVOLVIMENTO, INDUSTRIA E COMERCIO EXTERIOR (COMEX SAT). Balança Comercial Brasileira: dados consolidados. 2016. Disponível em: http:// www.desenvolvimento.gov.br/. Acesso em: 13 mai. 2016.

THE OBSERVATORY OF ECONOMIC COMPLEXITY (OEC). Data, 2014. Disponível em: https://oec.world/. Acesso em: 23 out. 2020.

Publicado
31-08-2020
Como Citar
Silva Soares , N., Soares Viana, L., & Sousa Rego, L. J. (2020). Desempenho do comércio da celulose brasileira para a China, 1990 a 2016. Conjuntura Internacional, 17(2), 11-19. https://doi.org/10.5752/P.1809-6182.2020v17n2p11-19