O dilema dos refugiados na Itália: Um estudo de caso a partir de protection by persuasion e da Escola Inglesa das Relações Internacionais

  • Thiago Cavalcanti do Nascimento UEPB
Palavras-chave: Cooperação Internacional, Refugiados na Itália, Migrações

Resumo

O presente trabalho examina o dilema dos refugiados na Itália. Buscou-se interpretar o fenômeno através do arcabouço teórico da Escola Inglesa das Relações Internacionais e da abordagem desenvolvida pelo cientista político britânico Alexander Betts. O trabalho ainda trouxe a temática dos refugiados para o debate acadêmico nas Relações Internacionais através da averiguação de um caso prático. As migrações internacionais têm sido um fenômeno intenso na atualidade e junto delas surgem problemas de complexa superação. Este trabalho buscou mostrar soluções para os dilemas vividos por migrantes forçados na república italiana através de uma moderna literatura desenvolvida sobre o tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Cavalcanti do Nascimento, UEPB
Bacharel em Economia pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e mestrando em Relações Internacionais pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).

Referências

BARRETO, Luiz Paulo Teles F. Das diferenças entre os institutos

jurídicos do Asilo e do Refúgio. In http://www.mj.gov.br/snj/artigo_refugio.htm acesso em 26 fev. 2008.

BETTS, Alexander. Protection by Persuasion: International Cooperation in the Refugee Regime. Ithaca and London: Cornell University Press, 2009.

BULL, Hedley. A Sociedade Anárquica: Um Estudo da ordem na política mundial. Brasília: Ed. UnB/IPRI, 2002. IMDH- Instituto Migrações e Direitos Humanos. Refugia-dos e Refugiadas quem são? Disponível em: < http://www.migrante.org.br/IMDH/ControlConteudo.aspx?area=1b4b8e16-909c-41c8-a114-53ffe3e60582/> Acesso em 15/12/2012.

JACKSON, Robert; SORENSEN, Georg. Introdução às Relações Internacionais: teorias e abordagens. Rio de Janei-ro: Jorge Zahar: 2007.

JOFFÉ, George. A Primavera Árabe no Norte de África: origens e perspectivas de futuro. In: Instituto Português de Relações Internacionais nº30. Lisboa: Junho, 2011.

LINKLATER, Andrew; SUGANAMI, Hidemi. The English School of International Relations: A Contemporary Reassessment. New York: Cambridge University Press: 2006.

LITTLE, Richard. The English School’s Contribution to the Study of International Relations. In: European Journal of International Relations. 2000. Vol. 6, N. 3, p. 395-422.

OLIVEIRA, Flávio Rocha. Realismo e Liberalismo no Estudo das Relações Internacionais: Guerra do Golfo, 1990-91. São Paulo: Plêiade, 2009.

ONUBR- Nações Unidas Brasil. Itália já recebeu 52 mil refugiados das revoltas na Líbia e na Tunísia este ano. Disponível em: < http://www.onu.org.br/italia-ja-recebeu-52-mil-refugiados-das-revoltas-na-libia-e-na-tunisia-este-ano/> Acesso em 10/11/2012.

PACÍFICO, Andrea P. Protection by Persuasion: Interna-tional Cooperation in the Refugee Regime. By Alexander Betts. In: Journal of Refugee Studies, 24 (2), 2011, p. 422-424.

PINTO, Ana Santos. A União Europeia e a Primavera Árabe: entre os vícios da retórica democrática e os riscos da ação política. In: Instituto Português de Relações Internaci-onais nº30. Lisboa: Junho, 2011.

UNHCR- The UN Refugee Agency. Disponível em: < http:// www.unhcr.it/> Acesso em 30/12/2012.

WIGHT, Martin. A Política do Poder. Brasília: Ed. UnB, 2002.

Como Citar
Cavalcanti do Nascimento, T. (1). O dilema dos refugiados na Itália: Um estudo de caso a partir de protection by persuasion e da Escola Inglesa das Relações Internacionais. Conjuntura Internacional, 10(2), 30 a 41. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/conjuntura/article/view/5706
Seção
ARTIGOS