A mnemônica-narrativa em mídias digitais: o caso de Batatuba, uma vila operária

  • Sônia Barreto de Novaes

Resumo

A presentidade da memória requer o agenciamento de dispositivos, atores e conteúdo, articulados dentro de uma perspectiva ecológica, onde a complexidade permite-nos compreender o Ser a partir de um processo mnemônico-narrativo. Em tal perspectiva o uso da forma (habitar) está a indicar a presença da sociabilidade e nesta as possibilidades, as negociações, as responsabilidades e as reapresentações, estas são camadas que verificamos no caso de Batatuba – uma vila operária no interior do Estado de São Paulo. Saímos, assim, de uma determinada condição histórica (heideggeriana) para uma consciência histórica (ricoeuriana). Então, também transitamos de uma condição midiática para uma consciência que, dentre outros modos de estar, está no ato midiático.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
08-01-2019