Candidatas à presidência da República:

A construção da imagem da mulher em jornais e revistas como “submissa” e “dependente”

  • Janete Monteiro Garcia Universidade Paulista

Resumo

O artigo analisa, sob o prisma da semiótica discursiva de Greimas, notícias publicadas na mídia impressa brasileira acerca das candidatas a presidente do Brasil, entre os anos de 1989 a 2018. O estudo contempla as interações sincréticas entre a linguagem verbal e visual, com foco em publicações de o O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, da Veja, Isto É, Exame e Época. Identificam-se isotopias temáticas e figurativas que reconstroem estereótipos de gênero colocando a mulher em uma posição de “submissa” e “dependente” do masculino, isto é, como actante que não consegue se firmar como sujeito, permanecendo no papel de “ajudante”, que é incapaz de exercer tarefas requeridas pelo cargo político ocupado e/ou almejado.

Palavras-chave: Mulheres, Semiótica, Política, Mídia Impressa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
13-07-2022