Janelas indiscretas e ruas devassadas: duas matrizes para a representação da cidade // Indiscreet windows and devastated streets: two matrices for the representation of the city - DOI: 10.5752/P.2237-9967.2012v1n1p2

  • Renato Cordeiro Gomes PUC Rio
Palavras-chave: Representação da cidade, janela, rua, Hoffmann, Poe, flâneur e visibilidade, expansão da internet

Resumo

A representação da cidade moderna foi fixada , no século XIX, por duas imagens – a janela e a rua– que acabaram se tornando duas matrizes construídas, respectivamente, pelos contos “ A janela de esquina do meu primo” (1822), de A.T. Hoffmann (pela primeira vez traduzido no Brasil, em 2010, e que motivou este trabalho) e “O homem da multidão” (1840), de Edgar Allan Poe. Propõe-se, de um ponto de vista contemporâneo, estudar essas matrizes, que associam visibilidade, abertura e espaço público, e que são, numa tradição, reconfiguradas em produtos midiáticos e literários, funcionando como estratégias discursivas, justamente, para fixar a cidade que se transforma incessantemente. Indaga-se se tais matrizes são garantia de significação e o que resta delas, hoje, frente à expansão da Internet, dos computadores pessoas e das redes sociais

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato Cordeiro Gomes, PUC Rio
Possui graduação em Bacharelado e Licenciatura em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1967), graduação em Bacharelado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1965), mestrado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1985) e doutorado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1993). Atualmente é professor associado da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, consultor ad hoc do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, da FAPERJ e da CAPES. Foi coordenador da área de Linguistica, Letras e Artes, e de Comunicação da FAPERJ (2000 a 2005); e membro do Comitê Assessor de Letras e Linguistica do CNPq (2006 a 2009). Atua na área de Letras, em Literatura Brasileira e Literatura Comparada, e na área de Comunicação. Desenvolve as linhas de pesquisa Representação na Literatura e na Cultura das Mídias, Literatura e Experiência Urbana, e Cultura de Massa e Representações Sociais. Suas pesquisas têm como foco os seguintes temas: Representação da cidade moderna e suas derivas pós-modernas; Rio de Janeiro; João do Rio; identidade cultural; cultura das mídias e literatura brasileira contemporânea.
Publicado
15-12-2011
Seção
ARTIGOS