Os principais atores do ecossistema de inovação da Petrobras

  • Juliane Dias Coelho de Araújo Silveira Universidade Federal Fluminense
  • Maria Clara Martins de Souza Universidade Federal Fluminense
  • Murilo Alvarenga Oliveira Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Ecossistema de inovação, Capacidades de inovação, Óleo e gás, Petrobras.

Resumo

A inovação produz crescimento econômico e desenvolvimento para as nações, assim como introduz novidade ou aperfeiçoamento nas organizações. O sucesso da inovação de uma organização depende de inovações no ambiente externo e das relações com os atores do ecossistema de inovação. Desta forma, a pesquisa teve como objetivo compreender os principais atores do ecossistema de inovação da Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobras), aqueles que colaboram para as atividades de Pesquisa & Desenvolvimento da empresa. Para isso, foram analisados os relatórios de tecnologia da Petrobras por meio de uma adaptação da análise de conteúdo. A Petrobras lidera o seu ecossistema e enfatiza o gerenciamento dos complementors e a divulgação dos projetos realizados em conjunto. Foi identificado que os principais atores do ecossistema de inovação da Petrobras são: Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Baker Hughes.

Biografia do Autor

Juliane Dias Coelho de Araújo Silveira, Universidade Federal Fluminense
Mestre em Administração (MPA-UFF), graduada em Administração e laureada pela Universidade Federal Fluminense. Possui experiência empresarial e acadêmica. Atuou como professora substituta de Administração Geral na Universidade Federal Fluminense nas disciplinas de Administração e Organização, Estratégia Empresarial, Ética Geral e Profissional, Introdução a Gestão de Pessoas, Laboratório de Gestão Simulada I, Laboratório de Gestão Simulada II e Modelos de Gestão e Empreendedorismo. Trabalhou na empresa de consultoria e auditoria Deloitte Touche Tohmatsu na área de Estratégia e Operações em projetos de cadeia de suprimentos e análise de custos. Atualmente participa do Grupo de Pesquisa Laboratório de Gestão Organizacional Simulada (LAGOS), atua como avaliadora Ad hoc na Revista de Administração, Sociedade e Inovação (RASI) e como avaliadora e mediadora no Congresso de Administração, Sociedade e Inovação (CASI).
Maria Clara Martins de Souza, Universidade Federal Fluminense
Mestranda do PPGA-UFF Volta Redonda (2º/2017). Graduada (2013-2017) em Administração pela Universidade Federal Fluminense - UFF. Bolsista da Agência de Inovação - AGIR (2017-2018). Bolsista de Iniciação à Inovação pelo PIBINOVA/UFF (2017-2018) com o Prof. Dr. Marcelo Gonçalves do Amaral com o projeto: Instalação de Unidade da AGIR em Volta Redonda - FASE 3. Monitora da disciplina de Pesquisa Operacional (2017). Bolsista de Iniciação à Inovação pelo PIBINOVA/UFF (2016-2017) com o Prof. Dr. Marcelo Gonçalves do Amaral com o projeto: Instalação de Unidade da AGIR em Volta Redonda - FASE 2. Atuou na organização do Congresso de Administração, Sociedade e Inovação (CASI) na edição de 2015, 2016 e 2017. Ministrou dois cursos de curta duração no Congresso de Administração, Sociedade e Inovação (CASI) na edição de 2016: (i) Construindo um bom artigo; e (ii) Atlas T.I como ferramenta de análise de conteúdo. Bolsista de Iniciação Científica pelo CNPq (2015-2016) com o Prof. Dr. Murilo Alvarenga de Oliveira com projeto Análise das Capacidades de Inovação em Economias Emergentes: um estudo sobre a empresa Natura Cosméticos. Aprovada nos seguintes concursos de professora substituta: Gestão Financeira e Econômica (ETEC - Marcos Uchôas - Cachoeira Paulista/SP); Legislação empresarial (ETEC - Marcos Uchôas - Cachoeira Paulista/SP); Introdução à Logística (ETEC - Prof. José Sant'ana de Castro - Cruzeiro/SP). Todas elas como primeira colocada.
Murilo Alvarenga Oliveira, Universidade Federal Fluminense
Graduado e Mestre em Administração (UFRRJ) e Doutor em Administração pela FEA-USP. É professor Adjunto do Depto de Administração da Universidade Federal Fluminense (Pólo Universitário de Volta Redonda) ICHS UFF PUVR. É coordenador do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu no Mestrado Profissional em Administração da UFF (MPA-VR) e atua como professor e orientador. Seus interesses de pesquisa organizam-se nas Linhas: (1) Estratégia & Capacidades para Tecnologia e Inovação, (2) Ambientes Laboratoriais de Gestão e (3) Gestão de Projetos, Apoio a Decisão e Desempenho Organizacional (Indicadores e Projetos Tecnológicos). É líder do Grupo de Pesquisa - Laboratório de Gestão Organizacional Simulada (LAGOS) UFF onde coordena pesquisas de Iniciação Científica e Mestrado. Atua como professor em MBAs da UFF com destaque no MBA em Gestão Empreendedora e no MBA em Economia em Negócios da UFSCar. Possui experiência em Qualidade, Marketing e Treinamento & Desenvolvimento de empresas do setor farmacêutico e tecnologia em agronegócios. Sua inserção na comunidade nacional e internacional inclui a atuação como avaliador ad-hoc nos periódicos RAC, BBR, RAEP, RASI e como avaliador em eventos científicos como: Academy of Management Conference, IAM, EnANPAD, SEMEAD, CASI, 3ES. Atualmente é membro da Academy of Management (AoM) e da Teaching Society for Management Educators (OBTS). Sua produção tem ênfase em Administração de Empresas, atuando principalmente nos seguintes temas: jogos de empresas, simulações organizacionais, gestão de projetos, processo decisório e capacidades de inovação. 
Publicado
01-09-2020
Seção
Artigos