Ver, sentir, vivenciar e crer: os estudos sobre consumo pelos trilhos da consumer culture theory (CCT)

  • Adriano de Mendonça Joaquim Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Helena da Gama Cerqueira Andrade Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Sara Pimenta Resende Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Marcelo de Rezende Pinto Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: Consumo, Consumer Culture Theory, Pesquisa em marketing

Resumo

É notório o aumento do interesse dos pesquisadores de marketing sobre questões envolvendo a Consumer Culture Theory (CCT) no Brasil. Assim, este artigo, de cunho ensaístico, tem por objetivo oferecer à comunidade de marketing um compêndio demonstrando como esta abordagem teorética e metodológica estruturou-se epistemologicamente, como foi historicamente construída, consolidou-se como uma marca e, também, como aqueles que ajudaram em sua construção pensam que esta poderia contribuir para que compreendamos os fenômenos do consumo por meio dos seus aspectos culturais e simbólicos. Para isso, estruturou-se em tópicos em que se apresenta a relação entre consumo e a perspectiva interpretativista, discutidos os antecedentes do lançamento da marca CCT e expostas as questões que permearam o lançamento e as contribuições teóricas e empíricas da CCT. Os comentários conclusivos sobre a temática, ao final, motivam os pesquisadores interessados a investir esforços para ampliar esse promissor campo de estudos no Brasil.

Biografia do Autor

Adriano de Mendonça Joaquim, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Doutor em Administração pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Helena da Gama Cerqueira Andrade, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Mestre em Administração pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Sara Pimenta Resende, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Doutora em Administração pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Marcelo de Rezende Pinto, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Doutor em Administração pela UFMG. Professor permanente do Programa de Pós-graduação em Administração da PUC Minas
Publicado
31-10-2019
Seção
Ensaios