INDÚSTRIA 4.0 E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL: UMA DISCUSSÃO CONCEITUAL, SOB PERSPECTIVA NEOSCHUMPETERIANA, QUE INCLUI POLÍTICAS DE CT&I E CATCH UP

  • Leandro Pinheiro Cintra UFMG
  • Renato da Costa Braga UFMG
  • Márcia Siqueira Rapini UFMG
  • Ulisses Pereira dos Santos UFMG
  • Allan Claudius Queiroz Barbosa UFMG
Palavras-chave: Indústria 4.0, Transformação Digital, Políticas CT&I, Catch up, PINTEC.

Resumo

Entender o ambiente atual passa pela compreensão da relevância da Ciência & Tecnologia como catalisadores da Inovação. O objetivo deste artigo é discutir conceitual aspectos relacionados à Indústria 4.0 (I4.0) e Transformação Digital (TD) à luz do referencial teórico estabelecido sobre Revoluções, Paradigmas e Trajetórias Tecnológicas, além de discutir como esses aspectos se relacionam a políticas de CT&I, catching up e mecanismos de monitoramento como a PINTEC, especialmente no contexto brasileiro. As principais sínteses conclusivas apontaram que não há consenso sobre tecnologias relacionadas a (I4.0) e (TD) se constituírem como um novo paradigma dominante; há evidências de uma revolução tecnológica insurgente relacionada às novas General Purpose Technologies, entre as quais é possível incluir tecnologias (I4.0) e (TD). Como considerações finais, sugerem-se o desenvolvimento de instrumentos de monitoramento específico dessas tecnologias. Propõe-se também a inclusão de novos temas/variáveis de investigação relacionados à (I4.0) e (TD) à metodologia PINTEC; e o P&D de instrumentos baseados em bigdata, data analytics e artificial intelligence com potencial de produzir uma quarta geração de indicadores em economia da CT&I.

Biografia do Autor

Leandro Pinheiro Cintra, UFMG

Doutor em Administração na UFMG, pesquisando sobre articulação entre inovação, competências e desempenho organizacional. 

Pos-doutor em Administração na UFMG e pesquisador visitante no Mestrado Profissional em Inovação da UFMG.

Publicado
20-12-2019
Seção
Artigos