DEPÓSITOS DE PATENTES E VALOR DE MERCADO: O CASO DA PETROBRÁS

Palavras-chave: Ativos intangíveis, Valor de mercado, Depósitos de patentes, Petrobras

Resumo

Os estudos sobre ativos intangíveis vêm aumentando significativamente devido a sua relevância para a composição do valor da empresa. Considerando que a Petrobras é uma das empresas que mais investe em Ciência e Tecnologia no setor petrolífero brasileiro e tem fortes parcerias com instituições de pesquisa no desenvolvimento de novos conhecimentos e tecnologias, este estudo examina a relação entre depósitos de patentes e valor de mercado da referida empresa entre 1996 e 2015. Por meio de técnicas de análise de regressão linear múltipla, em que se observou o comportamento do valor de mercado a partir de depósitos de patentes e do rating durante a série temporal, este artigo fornece evidências que a estratégia de efetuar depósitos de patentes na Petrobras não interferiu em seus desempenhos de mercado no período analisado.

Biografia do Autor

Marina Bezerra da Silva, Universidade Federal de Sergipe Instituto Federal do Piauí

Mestre em Ciência da Propriedade Intelectual - Universidade Federal de Sergipe

 

Docente do Eixo de Gestão e Negócios - Instituto Federal do Piauí

Rafael Ângelo Santos Leite, Universidade Federal de Sergipe Instituto Federal do Piauí

Mestre em Ciência da Propriedade Intelectual - Universidade Federal de Sergipe

 

Docente do Eixo de Gestão e Negócios - Instituto Federal do Piauí

Suzana Leitão Russo, Universidade Federal de Sergipe
Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Propriedade Intelectual - Universidade Federal de Sergipe
Iracema Machado de Aragão, Universidade Federal de Sergipe
Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Propriedade Intelectual - Universidade Federal de Sergipe
José Ricardo de Santana, Universidade Federal de Sergipe
Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Propriedade Intelectual - Universidade Federal de Sergipe
Publicado
17-11-2020
Seção
Artigos