Atenção domiciliar ao idoso na visão do cuidador: interface no processo de cuidar

  • Carla Mendonça de Araújo Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
  • Marília Costa Silva Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
  • Larissa da Silva Siqueira Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
  • Selma Maria da Fonseca Viegas Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
  • Robson Figueiredo Brito Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
Palavras-chave: Serviços de saúde para idosos, Assistência domiciliar, Assistência à saúde, Idoso, Envelhecimento da população, Cuidadores.

Resumo

Trata- se de um estudo de caso qualitativo cujo objetivo foi compreender a atenção domiciliar ao idoso, na visão do cuidador, no contexto da assistência privada à saúde. Os sujeitos de pesquisa foram os cuidadores de idosos. Esses idosos são atendidos por equipe multiprofissional de uma Empresa de Assistência Domiciliar Privada em Saúde. Os resultados salientam o quanto é importante, confortável, cômodo e favorável poder cuidar dos idosos no domicílio. Os significados expressos na análise de conteúdo temática referem-se à vivência do cuidador de idoso no domicílio, apontando as atividades realizadas por esse cuidador e suas dificuldades no cotidiano do cuidar; à visão que ele tem do cuidado que presta; aos sentimentos vivenciados por esse cuidador. Ao serem interrogados sobre o que compreendem por atenção domiciliar, os informantes apresentam uma interface nesse processo de atenção à saúde. A visão do informante é expressa no real e refere-se à atenção domiciliar baseada nos cuidados que ele presta ao idoso e, não aos cuidados prestados pela equipe de saúde contratada para essa atenção em domicílio. Dessa forma, o entendimento simboliza sua função de cuidar. Porém, alguns informantes, percebem os profissionais de saúde nesse processo de atenção à saúde e sua relação com o idoso, aplicando-se o entendimento lógico dessa interface. Apesar dos cuidadores apresentarem descrições positivas sobre a atenção domiciliar contratada, os resultados apresentam, também, situações e condições negativas dessa atenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carla Mendonça de Araújo, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
Graduanda em Enfermagem Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Rua Dos Aeronautas 230/99, Bairro Liberdade, Belo Horizonte-MG CEP 31.270-320.
Marília Costa Silva, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
Graduanda em Enfermagem Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
Larissa da Silva Siqueira, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
Graduanda em Enfermagem Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
Selma Maria da Fonseca Viegas, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
Enfermeira. Docente – Adjunto III. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Doutora em Enfermagem pela Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais.
Robson Figueiredo Brito, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
Psicólogo Clínico, Professor de Filosofia. Docente Assistente IV. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Mestre em Filosofia Política do Direito e Moral pela Universidad Complutense de Madrid Espanha.
Publicado
23-09-2016
Seção
ARTIGOS/ARTICLES