Vivências de profissionais da saúde frente ao cuidado de pacientes terminais

Júlio César Batista Santana, Leocir Pessini, Ana Cristina de Sá

Resumo


Desvelar as vivências dos profissionais de saúde frente ao cuidado dos pacientes terminais. Pesquisa qualitativa,
orientada nos pressupostos do estudo de caso. Teve como sujeitos profissionais da saúde, que acompanhavam 12
pacientes terminais, no ambiente hospitalar, atenção primária e atenção domiciliar. A abordagem dos sujeitos foi
feita por meio de entrevista com roteiro estruturado, gravada, sem delimitação de tempo, entre os meses de
janeiro de 2012 e dezembro de 2013. A análise de dados seguiu a proposta da análise de conteúdo. Após a
transcrição integral das entrevistas e análise dos dados, emergiram 2 categorias empíricas: Necessidade de cuidar
de quem cuida; Presença da família e dos profissionais de saúde: alicerce para a travessia. O cuidar dos pacientes
terminais causa sofrimento nos profissionais da saúde e o trabalho interdisciplinar em equipe por minimizar esse
sofrimento, pois a presença dos profissionais, apoio familiar são fundamentais para a travessia.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.