Processamento de Artigos para a Saúde: Boas Práticas como Garantia de Qualidade

Maria Aparecida Guimarães, Solange Esteves Pereira, Paula de Cassia Rodrigues Silva, Juliana Mara Felisberto, Sandra Miramar de Andrade Pinheiro

Resumo


Trata-se de um relato de experiência que teve como objetivo sistematizar ações de
enfermagem, durante as etapas do processamento dos materiais de uso hospitalar, da limpeza à
esterilização, realizadas em uma unidade de saúde. Foi elaborado um diagnóstico situacional da
instituição, pelas acadêmicas de enfermagem, sendo detectada a necessidade de estabelecer uma
sistematização no processamento de artigos instrumentais de múltiplos usos, visando a segurança do
paciente e dos profissionais envolvidos. Em março de 2016, em uma Unidade de Atenção Primária de
Saúde (UAPS), campo de estágio supervisionado do Curso de Graduação em Enfermagem, detectou-se, a
inexistência na instituição de Procedimento Operacional Padrão (POP), referente às etapas de
processamento dos instrumentais. Como proposta estes foram elaborados e apresentados, acolhidos pela
gerência e pelos enfermeiros, que se dispuseram reunir para o alinhamento conceitual e aplica-los na
unidade de saúde, de forma a garantir qualidade para uma assistência segura. O não cumprimento de
passos estabelecidos e definidos pode redundar em contaminação e ter outras consequências, justificando,
assim, a necessidade de sistematizar as ações.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.