CARACTERIZAÇÃO DE PESSOAS COM CÂNCER ATENDIDAS EM UMA UNIDADE DE INTERNAÇÃO ONCOLÓGICA

RELATO DE EXPERIÊNCIA

  • Daiana Cristina Wickert Universidade Federal de Santa Maria
  • Silvana Bastos Cogo Universidade Federal de Santa Maria
  • Laís Mara Caetano da Silva Universidade Federal de Santa Maria
  • Gabriela Oliveira Universidade Federal de Santa Maria
  • Carlos Dionizio Sangoi Hospital Universitário de Santa Maria
  • Graciele Pontes Universidade Federal de Santa Maria
Palavras-chave: Oncologia, Serviço de Oncologia Hospitalar, Enfermagem, Estudantes de Enfermagem

Resumo

Relatar a experiência de uma estudante de enfermagem durante a realização de uma vivência na Unidade de Internação Oncológica de um Hospital Universitário do Rio Grande do Sul, bem como, caracterizar as pessoas ali atendidas. A vivência totalizou 120 horas, no período de janeiro a março de 2018, onde foi possível acompanhar a rotina e atuação dos enfermeiros. Havia 171 pessoas internadas no período, 50,3% (n=86) eram mulheres e 49,7% (n=85) homens, com média de idade de 62,48 (+14,2) anos e 59,31 (+14,1) anos, respectivamente. Houve predominância de câncer entre 69 a 78 anos no sexo feminino (n=29), e no sexo masculino, entre 59 a 68 anos (n=31). O câncer de cólon e reto foi o mais frequente, representando 29,1% (n=25) dos casos nas mulheres e 20,0% (n=17) nos homens. Em relação à caracterização das pessoas atendidas no hospital, verificou-se uma semelhança com o padrão nacional no que tange ao sexo e idade, havendo diferença no tipo de câncer mais frequente, o que pode guardar relação com o nível de complexidade da instituição.

Publicado
26-06-2020
Seção
ARTIGOS/ARTICLES