IMPLICAÇÕES DOS TRANSTORNOS DEPRESSIVOS E DE ANSIEDADE NA VIDA DE ESTUDANTES DE ENFERMAGEM

  • Ruth Irmgard Bärtschi Gabatz Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas
  • Muriel Foster Espindola Hospital de Caridade Nossa Senhora da Conceição
  • Juliana Bordoni Canêz Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas
  • Ana Lúcia Specht Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas
  • Jéssica Cardoso Vaz Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas
  • Taniely da Costa Bório Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas
  • Viviane Marten Milbrath Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas
Palavras-chave: Transtorno Depressivo, Transtornos de Ansiedade, Estudantes de Enfermagem, Pesquisa Qualitativa, Saúde Mental

Resumo

Investigar as implicações dos transtornos depressivos e de ansiedade na vida e nas relações de estudantes de enfermagem; Identificar as necessidades humanas básicas afetadas entre os participantes. Pesquisa qualitativa, que utilizou o método criativo sensível para coleta dos dados e análise temática para interpretação dos resultados. Participaram nove estudantes da graduação de uma Faculdade de Enfermagem situada ao sul do Brasil. Identificou-se várias alterações causadas nos estudantes pelos transtornos depressivos e de ansiedade, dentre elas os distúrbios alimentares, alterações no sono e repouso, diminuição das atividades físicas e de lazer, afastamento de familiares e amigos e estresse relacionado às demandas acadêmicas. O estudo mostra a necessidade de refletir acerca da avaliação das práticas de ensino, atividades e tarefas, enfocando as necessidades do estudante a fim de contribuir com seu bem estar e sua saúde física e mental.

Publicado
26-06-2020
Seção
ARTIGOS/ARTICLES