Imperialismo e dependência versus interdependência: o lado silenciado de um embate teórico

Rejane Carolina Hoeveler

Resumo


O artigo tem por temática o embate teórico entre a teoria da dependência, em suas diversas variantes, e a teoria da interdependência, tal como elaborada por Joseph Nye e Robert Keohane, no contexto histórico internacional dos anos 1970. Objetiva, a partir de uma crítica marxista, demonstrar que a teoria da interdependência constituiu uma resposta às teorias da dependência e do imperialismo, analisando de que modo a constituição teórica do conceito de “interdependência complexa” visava invalidar seus pressupostos centrais. Trata também da atuação política de Nye e Keohane como intelectuais orgânicos, a partir de sua ativa participação em aparelhos privados de hegemonia como o Council on Foreign Relations (CFR) e a Trilateral Commission – a partir dos quais seus conceitos irradiaram-se em organismos internacionais como o Banco Mundial. Metodologicamente, o artigo procura cruzar a contextualização histórica das teorias da dependência e da interdependência com uma análise interna das mesmas. 


Palavras-chave


Teoria da dependência; interdependência complexa; Joseph Nye; Robert Keohane; imperialismo

Texto completo:

PDF

Referências


AHMAD, Aijaz. Linhagens do presente. Ensaios. São Paulo: Boitempo, 2002.

ALI, Tariq. O poder das barricadas. São Paulo: Boitempo, 2005.

ASSMAN, Hugo; SANTOS, Theotônio dos; CHOMSKY, Noam (orgs.). A Trilateral – nova fase do capitalismo mundial. Petrópolis: Vozes, 1979.

BERSGTEN, C. Fred. “The new era in the world commodity markets”. Challenge, set/out 1974.

BLOCK, Fred. The origins of International Economic Disorder. A study of United States International Monetary Policy from World War II to the present. Berkley/Los Angeles: University of California Press, 1977.

BERGSTEN, C. Fred; BERTHOIN, Georges & MUSHAKOJI, Kinhide. The reform of international institutions. Trilateral Commission: Task-Force Report n.11, 1976.

BRZEZINSKI, Zbigniew. Entre duas eras. América: Laboratório do mundo. Rio de Janeiro: Artenova, 1971 [1969].

CAMPS, Miriam. The Management of Interdependence: a preliminary view. New York: Council on Foreign Relations, 1974.

COOPER, Richard N. The economics of interdependence: economic policy in the Atlantic Community. New York: McGraw-Hill Book Co, 1968.

COOPER, Richard; KAISER, Karl & KOSAKA, Masataka. Towards a renovated international system Trilateral Commission: Task-Force Report n.14, 1977.

CORREA, Hugo Figueira de Souza. Teorias do imperialismo no século XXI: (in) adequações do debate no marxismo. Tese de doutorado em Economia. Universidade Federal Fluminense, 2012.

DREIFUSS, René Armand. A internacional capitalista. Estratégias e táticas do empresariado transnacional (1918-1986). 2ª edição. Rio de Janeiro: Espaço e Tempo, 1987.

FONTES, Virgínia. O Brasil e o capital-imperialismo. Teoria e História. Rio de Janeiro: EPSJV/UFRJ, 2010.

FOSTER, John Bellamy. “The Rediscovery of imperialism”. Monthly Review, vol.54, Nov.2002.

FURTADO, Celso. Desenvolvimento e subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1961.

GILL, Stephen. American Hegemony and the Trilateral Commission. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere. Volumes 3 e 5. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.

GREEN, James. Apesar de vocês. Oposição à ditadura brasileira nos Estados Unidos, 1964-1985. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

GUNDER FRANK, Andre. “The development of underdevelopment”. Monthly Review, vol. 18, n.4, setembro de 1966.

GURRIERI, Adolfo. La obra de Prebisch en la Cepal. México: Fondo de Cultura Económica, 1982.

HERZ, Monica. “Teoria da Relações Internacionais no Pós-Guerra Fria”. Dados, vol.40, n.2, Janeiro de 1997.

HINKELAMMERT, Franz. “O credo econômico da Comissão Trilateral”. In ASSMAN, Hugo; SANTOS, Theotônio dos; CHOMSKY, Noam (orgs.). A Trilateral – nova fase do capitalismo mundial. Petrópolis: Vozes, 1979.

HIRSCHMAN, Albert. National Power and the Structure of Foreign Trade. Berkeley: University of California Press, 1945.

JAMESON, Fredric. “Periodizando os anos 60”. In. HOLLANDA, Heloísa Buarque de (org.). Pós-modernismo e política. Rio de Janeiro: Rocco, 1992.

KEOHANE, Robert. “The Big Influence of Small Allies,” Foreign Policy, no. 2, primavera de 1971.

KEOHANE, Robert. “Institutionalization in the United Nations General Assembly,” International Organization, vol. 23, no. 4, outono de 1969.

KEOHANE, Robert. “The Study of Political Influence in the General Assembly,” International Organization, vol. 21, no. 2, primavera de 1967.

KEOHANE, R. & NYE, Joseph S. Transnational Relations and World Politics: an introduction. International Organization, vol.25, n.3. p.329-349, verão de 1971.

KEOHANE, Robert O. & NYE, Joseph. Transnational Relations and World Politics, Cambridge, Massachussets: Harvard University Press, 1972.

KEOHANE, Robert & NYE, Joseph. Power and Interdependence: world politics in transition. Boston: Little, Brown and Company, 1977.

KEOHANE, Robert & NYE, Joseph. “Power and Interdependence in the Information Age”. Foreign Affairs, set/out de 1998.

KEOHANE, Robert & NYE, Joseph. “Power and Interdependence revisited”. International Organization, vol. 41, n.4, p.725-753, Outono de 1987.

LENS, Sidney. A fabricação do império americano. Da revolução ao Vietnã: uma história do imperialismo dos Estados Unidos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006 [1971].

LEWIS, W. Arthur. The theory of economic growth. Londres: G. Allen & Unwin, 1955.

LIGUORI, Guido & VOZA, Pasquale (orgs). Dicionário Gramsciano (1926-1937). São Paulo: Boitempo, 2017.

MAGDOFF, Harry. A Era do Imperialismo. São Paulo: Hucitec, 1978 [1969].

MAIRA, Luis. America Latina y La crisis de hegemonia norte-americana. Lima, Peru: Desco/Centro de Estudios y promocion del desarollo, 1982.

MARINI, Ruy Mauro. América Latina: Dependência e integração. São Paulo: Editora Página Aberta, 1992.

MARINI, Ruy Mauro. “A acumulação capitalista mundial e o subimperialismo”. In. Outubro, n.20, p.32-70, 2012 [1977].

MARINI, Ruy Mauro. “Dialética da dependência” [1973]. In SADER, E. (Org.). Dialética da dependência: uma antologia da obra de Ruy Mauro Marini. Petrópolis: Vozes, 2000.

MARINI, Ruy Mauro. Subdesenvolvimento e revolução. Florianópolis: Insular, 2012.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política. 5 volumes, Abril Cultural, São Paulo, 1984.

MARX, Karl & ENGELS, Friedrich. “Manifesto do Partido Comunista” [1848]. In. COUTINHO, Carlos Nelson (org.) et all, O Manifesto Comunista – 150 anos depois. Rio de Janeiro: Contraponto/São Paulo: Perseu Abramo, 1998.

MENDES PEREIRA, João Márcio. O Banco Mundial como ator político intelectual e financeiro (1944-2008). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

MUTHOO, Abhinay. “A non-technical introduction to bargaining theory”. World Economics, vol. 1, n.2, abril-junho de 2000.

NOGUEIRA, João Pontes & MESSARI, Nizar. Teoria das Relações Internacionais: correntes e debates. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

NYE, Joseph S. Pan africanism and East African integration. Cambridge: Harvard University Press, 1965.

NYE, Joseph S. "Central American Regional Integration". In. International Conciliation, Março de 1967.

NYE, Joseph S. "A Latin Example for African Regionalists," Africa Report, April 1968.

NYE, Joseph S. "Comparing Common Markets: A Revised Neo-Functionalist Model," International Organization, outono de 1970.

NYE, Joseph S. Peace in Parts: Integration and Conflict in Regional Organization. Boston: Little Brown and Company, 1971.

NYE, Joseph S.; HAAS, Ernst B. & BUTTERWORTH, Robert (eds.). Conflict Management by International Organizations. New Jersey: General Learning Press, 1972.

NYE, Joseph S. Cooperação e conflito nas Relações Internacionais. Uma leitura essencial para entender as principais questões da política mundial. São Paulo: Editora Gente, 2009.

NYE, Joseph S. O paradoxo do poder americano. Por que é que a única superpotência mundial não pode actuar isoladamente. Lisboa: Gradiva, 2005 [2002].

ROCKFELLER, David. Memórias. Rio de Janeiro: Rocco, 2002.

SHOUP, Laurence H. & MINTER, William. Imperial Brain Trust. The Council fo Foreign Relations and the United States Foreign Policy. Monthly Review Press, 1977.

SKLAR, Holly (org.). Trilateralism: managing dependence and democracy. Boston: South and Press, 1980.

TROTSKY, Leon. A história da revolução russa. Rio de Janeiro: Saga, 1967 [1932].

WALTZ, Kenneth. “The myth of National Interdependence”. In KINDLEBERGER, Charles (ed.) The international Corporation. Cambridge: MIT Press, 1970.




DOI: https://doi.org/10.5752/P.2317-773X.2017v5n3p35-51

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores:

 Resultado de imagem para scopus logo

  

ISSN: 2317-773X