Política Externa Cabo-verdiana: evolução, perspetivas e linhas de força

Cape Verdean Foreign Policy: evolution, perspectives and lines of force

Palavras-chave: Cabo Verde. Política Externa. Sociedade Internacional. Crescimento Económico. Desenvolvimento.

Resumo

Perante a crescente complexidade nas relações internacionais que se carateriza por profundas mudanças no cenário internacional, mostra-se necessário proceder a uma análise da política externa cabo-verdiana, nomeadamente os eixos estratégicos que configuram as suas decisões com vista a intensificar formas de cooperação para uma maior inserção do país no cenário internacional. Com o objetivo de problematizar este estudo, adotou-se uma metodologia interdisciplinar, procedendo à triangulação de dados a partir de fontes primárias e secundárias, bem como o acesso a documentos e registos públicos. Procurou-se igualmente combinar métodos múltiplos para a recolha de dados, utilizando mais de uma abordagem teórica no sentido de os interpretar. Se a pretensão do arquipélago é a de apostar numa política de internacionalização, a sua estratégia passa necessariamente por obter a simpatia e o respeito de outros países, com o propósito de fomentar parcerias que permitam trilhar o caminho do crescimento e de desenvolvimento sustentável. 

Biografia do Autor

João Paulo Madeira, Universidade de Cabo Verde
Doutor em Ciências Sociais pela Universidade de Lisboa (UL). Professor na Faculdade de Ciências Sociais, Humanas e Artes (FCSHA) da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), Investigador do Centro de Administração e Políticas Públicas (CAPP-ISCSP-UL).

Referências

AMANTE DA ROSA, M. Geoestratégia de Cabo Verde no Atlântico Médio. Revista Direito e Cidadania, n. 25/26, p. 163-187, 2007.

CARDOSO, R. Cabo Verde: Opção para uma Política de Paz. Praia: Instituto Cabo-verdiano do Livro, 1986.

CARVALHO, R. A. P. S. Cabo Verde: o papel da política externa na projeção internacional e desenvolvimento de um Pequeno Estado arquipelágico. Coimbra, 2013. 118 f. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.

COSTA, S. A política externa cabo-verdiana na encruzilhada atlântica: entre a África, a Europa e as Américas. In: ÉVORA, I.; FRIAS, S. Seminário sobre Ciências Sociais e desenvolvimento em África. Lisboa: CEsA-ISEG-UTL, 2011. Cap. 16, p. 221-257.

COSTA, S.; PINTO, J. A política externa cabo-verdiana num mundo multipolar: Entre a ambivalência prática e a retórica discursiva? In: DELGADO, J.P; VARELA, O. B. e COSTA, S. C. As Relações Externas de Cabo Verde: (Re)leituras Contemporâneas. Praia: ISCJS, 2014. Cap. 5, p. 159-223.

CRAVINHO, J. G. Visões do Mundo: As Relações Internacionais e o Mundo Contemporâneo. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2002.

DUARTE, J. A. As Relações Internacionais de Cabo Verde na África Ocidental e os quadros regionais cooperação na União Europeia. Estratégia: Revista de Estudos Internacionais, nº 20, p. 117-126, 2004.

ESTEVÃO, J. Cabo Verde entre a integração económica internacional e a integração regional: dilemas e contradições. In: SARMENTO, C.; COSTA, S. Entre África e a Europa: Nação, Estado e democracia em Cabo Verde. Coimbra: Almedina, 2013. Cap. 23, p. 671-706.

FERNANDES, A. J. Relações Internacionais: factos, teorias e organizações. Lisboa: Presença, 1991.

FREIRE, M. R.; VINHA, L. Política externa: modelos, actores e dinâmicas. In: FREIRE, M. R. Política Externa: As Relações Internacionais em Mudança. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2011. Cap.1, p. 13-53.

GOMES, Gonçalo Santa Clara. A política externa e a diplomacia numa estratégia nacional. Defesa e Nação, v. XV, n.56, p 54-76, 1990.

GRAÇA, C. Q. L. A noção de "pragmatismo" na Política Externa de Cabo Verde: Interesse Nacional e Opções Identitárias. In: DELGADO, J.P; VARELA, O. B.; COSTA, S. As Relações Externas de Cabo Verde: (Re)leituras Contemporâneas. Praia: ISCJS, 2014. Cap. 7, p. 267-283.

GRAÇA, C. Q. L. Dos Alicerces Históricos da Política Externa da República de Cabo Verde. Direito e Cidadania, ano II, n. 4, p. 151-166, 1998.

GRAÇA, J. A. A génese da política externa cabo-verdiana. PROELIUM: Revista Científica da Academia Militar, série VII, n. 1, p. 211-230, 2012.

HAGAN, J. Does decision making matter? systemic assumptions vs. historical reality in international relations theory. International Studies Review, v. 3, n. 2, p. 5-47, 2001.

HERMANN, C. Changing course: when governments choose to redirect foreign policy. International Studies Quarterly, v. 34, n. 1, p. 3-21, 1990.

HUDSON, V. Foreign policy analysis: classic and contemporary theory. Maryland: Rowman & Littlefield Publishers, 2007.

HUNTINGTON, S. A Terceira Onda: A Democratização no final do século XX. São Paulo: Ática, 1994.

JØRGENSEN, K. E. Theoretical perspectives on the role of values, images and principles in foreign policy. In: MANNERS, I.; LUCARELLI, S. Values and principles in European Union foreign policy. London: Routledge, 2006. Cap. 3, p. 42-58.

KEOHANE, R.; NYE, J. Power and interdependence. New York: Longman, 2000.

MACEDO, J. B. Cape Verde’s foreign policy: an economic perspective. Working Paper Series wp572. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa, 2012.

MADEIRA, J. P. Cabo Verde: De um "Estado inviável" ao pragmatismo na política externa. Revista de Relaciones Internacionales, Estrategia y Seguridad, v. 11, n. 1, p. 85-101, 2016.

MADEIRA, J. P. Cape Verde: Geopolitics and Projection of a Small Island State in West Africa. Austral: Brazilian Journal of Strategy & International Relations, v. 4, n. 8, p. 58-77, 2015.

MADEIRA, J. P. África versus Europa: Cabo Verde no Atlântico Médio. Revista de Estudos Internacionais, v. 4, n.1, p. 46-59, 2013.

MADEIRA, J. P; MONTEIRO, N. Cape Verde in West Africa region: towards a new paradigm for regional integration. Brazilian Journal of International Relations, v. 5, n.3, p. 545-561, 2016.

MILNER, H. Interests, institutions and information, domestic politics and international relations. Princeton: Princeton University Press, 1997.

REPÚBLICA DE CABO VERDE. Programa do Governo da IX Legislatura 2016-2021. Praia: Governo de Cabo Verde, 2016.

ROSATI, J. Cycles in foreign policy restructuring: the politics of continuity and change in US foreign policy. In: ROSATI, J.; HAGAN, J.; SAMPSON, M, W. Foreign policy restructuring: how governments respond to global change. Carolina: University of South Carolina Press, 1994. Cap. 11, p. 221-261.

ROSENAU, J. Linkage politics: essays on the convergence of the national and international politics. New York: Free Press, 1969.

ROSENAU, J. Pre-theories and Theories of Foreign Policy. In: FARRELL, R. B. Approaches to Comparative and International Politics. Evanston: Northwestern University Press, 1966. Cap. 2, p. 27-92.

SAIDEMAN, S.; AYRES, R. W. Pie crust promises and the sources of foreign policy: the limited impact of accession and the priority of domestic constituencies. Foreign Policy Analysis, v.3, n. 3, p. 189-210, 2007.

SNYDER, R. C.; BRUCK, H. W.; SAPIN, B. Decision-Making as an Approach to the Study of International Politics Foreign Policy Analysis Series No. 3. Princeton: Princeton University, 1954.

SPROUT, H. H.; SPROUT, M. The Ecological Perspective on Human Affairs: With Special Reference to International Politics. Princeton: Center of International Studies, 1965.

SPROUT, H. H.; SPROUT, M. Man-Milieu Relationship Hypotheses in the Context of International Politics. Princeton: Center of International Studies, 1956.

TAVARES, A. Cabo Verde e os desafios da política internacional contemporânea. Revista Estudos Políticos, n. 7, p. 211-235, 2013.

TOLENTINO, A. C. Universidade e Transformação Social nos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento: O caso de Cabo Verde. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2007.

UNDP. Human Development Report 2016. Washington DC: UNDP, 2016.

WALTZ, K. Theory of International Politics. Reading: Addison-Wesley, 1979.

Publicado
24-04-2019
Como Citar
Madeira, J. P. (2019). Política Externa Cabo-verdiana: evolução, perspetivas e linhas de força. Estudos Internacionais: Revista De relações Internacionais Da PUC Minas, 7(1), 87-109. https://doi.org/10.5752/P.2317-773X.2019v7n1p87-109