A Belt and Road Initiative na mídia brasileira

The Belt and Road Initiative in the Brazilian media

  • Ian Prates Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP)
  • Carolina Lages Peking University
  • Vitor Menezes Universidade de São Paulo

Resumo

Este artigo apresenta uma avaliação da percepção da Belt and Road Initiative (BRI) na mídia brasileira. Essa avaliação é relevante diante do movimento de aproximação entre os países e da especulação da entrada do Brasil na BRI, embora o país tenha mantido uma distância deliberada da iniciativa. Nesse contexto, o sucesso de uma possível adesão ao BRI pelo Brasil – uma democracia pluralista e multipartidária – depende em larga medida do grau de consenso em torno dos temas, seja nas arenas formais de decisão, seja junto à opinião pública. O trabalho analisou 266 artigos/reportagens/colunas de opinião dos principais veículos de comunicação brasileiro entre 2017 e 2019. Concluímos que atualmente há um elevado grau de desconhecimento sobre a BRI e que o assunto é tratado de forma ainda bastante superficial pela mídia brasileira. Esse fato configura uma especial oportunidade para iniciativas que busquem moldar a imagem da BRI entre os setores da sociedade brasileira – empresariado, decision makers, academia, membros do governo, classe política, sociedade civil e opinião pública. Por outro lado, deve-se ter em mente que o grau de polarização social e ideológica no Brasil no momento torna a construção de consensos especialmente desafiadora. 

Referências

Arbache, J. (2019). ¿Y las inversiones en infraestructura? CAF - Banco de Desarrollo de América Latina, 2019. Disponível em: https://www.caf.com/es/conocimiento/blog/2019/01/y-las-inversiones-en-infraestructura/.
Cariello, T. (2019). Um passo importante para as relações Brasil-China. CEBC Alerta, Informativo 116. http://www.cebc.com.br/arquivos_cebc/cebc-alerta/Ed%20116.pdf.

Carminati, D. (2019). China’s Belt and Road Initiative: Debt Trap or Soft Power Catalyst?. Disponível em: https://www.e-ir.info/2019/09/01/chinas-belt-and-road-initiative-debt-trap-or-soft-power-catalyst/.

CEBC – Conselho Empresarial Brasil China. Uma análise dos investimentos chineses no Brasil: 2007-2012. CEBC, Rio de Janeiro, 2013. https://www.cebc.org.br/sites/default/files/pesquisa_investimentos_chineses_2007-2012_-_digital_1.pdf

CEBC – Conselho Empresarial Brasil-China. Boletim de Investimentos Chineses no Brasil 20122013. CEBC, Rio de Janeiro, 2014. http://www.cebc.org.br/sites/default/files/boletim_de_investimentos_-_final_0.pdf

CEBC – Conselho Empresarial Brasil-China. Investimentos Chineses no Brasil 2014-2015. CEBC, Rio de Janeiro, 2016. https://cebc.org.br/2017/07/12/investimentos-chineses-no-brasil-2014-2015/

CEBC – Conselho Empresarial Brasil-China. Investimentos Chineses no Brasil 2016. CEBC, Rio de Janeiro, 2017. https://cebc.org.br/2018/12/11/investimentos-chineses-no-brasil-2016/

CEBC – Conselho Empresarial Brasil-China. Investimentos Chineses no Brasil 2017. CEBC, Rio de Janeiro, 2018. https://cebc.org.br/2018/12/11/investimentos-chineses-no-brasil-2017/

CEBRI – Centro Brasileiro de Relações Internacionais. Brasil-China: por uma parceria estratégica global sustentável para o século XXI. Position Paper. Rio de Janeiro, setembro, 2018. http://midias.cebri.org/arquivo/Asia_PositionPaper_Setembro18.pdf.

CEBRI – Centro Brasileiro de Relações Internacionais. Brasil-China: o estado da relação, Belt and Road e lições para o futuro. Rio de Janeiro, setembro 2019a. http://www.cebri.org/m/portal/publicacoes/cebri-artigos/brasil---china,-o-estado-da-relacao,-belt-and-road-e-licoes-para-o-futuro;jsessionid=493698F3FAEFF5C1D12714B7CC91FAF7

China Daily, 2018. “No reason for 'Tropical Trump' to disrupt relations with China: China Daily editorial, 29/10/2018”. Disponível em: http://www.chinadaily.com.cn/a/201810/29/WS5bd702e9a310eff303285424.html

Cysne, R. Comércio exterior brasileiro: China desloca Estados Unidos e área do euro. Conjuntura Econômica, 2019. https://epge.fgv.br/pt/noticia/comercio-exterior-brasileiro-china-desloca-estados-unidos-e-area-do-euro-rubens-penha-cysne

Hiratuka, C. (2018). Mudanças na estratégia chinesa de desenvolvimento no período pós-crise global e impactos sobre a AL. Texto Para Discussão 339, IE/Unicamp. http://www.eco.unicamp.br/images/arquivos/artigos/3630/TD339.pdf

IMD (2019). IMD World Competitiveness ranking 2019. Disponível em: https://www.imd.org/contentassets/6b85960f0d1b42a0a07ba59c49e828fb/one-year-change-vertical.pdf.

Kupfer, D. & Rocha, F. 2018 “Direções do investimento chinês no Brasil 2010-2016: estratégia nacional ou busca de oportunidades”. http://www.ie.ufrj.br/images/kupfer_e_freitas._2018._direcoes_do_investimento_chines_no_brasil_2010-2016_b9574.pdf

Mello, P. (2019). Nordeste vira palco de guerra fria tecnológica. Folha de São Paulo, 30 de agosto de 2019. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2019/08/nordeste-vira-palco-de-guerra-fria-tecnologica-entre-eua-e-china.shtml.

Menezes, V. (2019). A estratificação do desemprego: reflexões a partir de uma análise lexical de entrevistas. ANPOCS, 2019.

Neves, L. A. C. (2019). China a longo prazo. CEBC. Disponível em: https://cebc.org.br/2019/02/04/embaixador-castro-neves-china-a-longo-prazo/.

Pires, M. C. (2019). A iniciativa cinturão e rota. Suas derivações políticas, econômicas e culturais e seus vínculos com o futuro da América Latina. Mundo e Desenvolvimento, 2019. http://ieei.unesp.br/index.php/IEEI_MundoeDesenvolvimento/issue/view/3

Pires, M. C.; Paulino, L. A. (2017). Reflexões sobre hegemonia e a política internacional da China: a iniciativa “cinturão e rota” como uma estratégia de desenvolvimento pacífico. Relaciones Internacionales, n. 53. http://sedici.unlp.edu.ar/handle/10915/64415

Ratinaud, P. (2018). Amélioration de la précision et de la vitesse de l’algorithme de classification de la méthode Reinert dans IRaMuTeQ. In: IEZZI, Domenica Fioredistella; CELARDO, Livia; MISURACA, Michelangelo (orgs). JADT’ 2018: Proceedings of the 14th international conference on statistical analysis of textual data. Rome: Universitalia, pp. 616–625, 2018.

Ren, D. The US-China trade war has been a boon for Brazil’s soybean farmers. But can they keep up with Chinese demand? South China Morning Post, 17 May, 2019. https://www.scmp.com/business/companies/article/3010480/us-china-trade-war-has-been-boon-brazils-soybean-farmers-can

Reurers (2018). Latin America should not rely on China: U.S. Secretary of State Tillerson. FEBRUARY 1, 2018. Disponível em: https://www.reuters.com/article/us-usa-diplomacy-latam-china/latin-america-should-not-rely-on-china-u-s-secretary-of-state-tillerson-idUSKBN1FL6D5.

Roa, C. (2019). The United States is Losing Latin America to China. The National Interest. Disponível em: https://nationalinterest.org/feature/united-states-losing-latin-america-china-73906.

ZHIWEI, Z. Prospect of China-Brazil relations from the perspective of “The Belt and road Initiative”. Revista Mundo e desenvolvimento. Instituto de Estudos Econômicos e Internacionais, 2019. http://sedici.unlp.edu.ar/handle/10915/64415
Publicado
30-09-2020
Como Citar
Prates, I., Lages, C., & Menezes, V. (2020). A Belt and Road Initiative na mídia brasileira. Estudos Internacionais: Revista De relações Internacionais Da PUC Minas, 8(3), 128-151. https://doi.org/10.5752/P.2317-773X.2020v8n3p128-151
Seção
Special Issue: China