Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas http://periodicos.pucminas.br/index.php/estudosinternacionais <p><strong>Estudos Internacionais</strong>&nbsp;- Estudos internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas é uma publicação quadrimestral do Programa de Pós-graduação em Relações Internacionais, da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, classificada como B2 no QUALIS de sua área "Ciência Política e Relações Internacionais" (Plataforma Sucupira - CAPES-Brasil, 2013-2016).</p> <p><strong>Missão</strong>: Estudos Internacionais tem por missão veicular trabalhos científicos que contribuam para o avanço da pesquisa, especialmente na área de Relações Internacionais, da formação acadêmica crítica e integral, aberta ao diálogo, à perspectiva interdisciplinar e à pluralidade de ideias.</p> <p><strong>Estudos Internacionais</strong>&nbsp;- Estudos internacionais: PUC Minas International Relations journal - is a quarterly journal published by the Post-Graduate Program in International Relations - of the Pontifical Catholic University of Minas Gerais, rated B2 at QUALIS/CAPES, in its area "Political Science and International Relations" <span style="display: inline !important; float: none; background-color: transparent; color: #000000; cursor: text; font-family: 'Noto Sans',Arial,Helvetica,sans-serif; font-size: 14px; font-style: normal; font-variant: normal; font-weight: 400; letter-spacing: normal; orphans: 2; text-align: left; text-decoration: none; text-indent: 0px; text-transform: none; -webkit-text-stroke-width: 0px; white-space: normal; word-spacing: 0px;">(Plataforma Sucupira - CAPES-Brazil, 2013-2016).</span></p> <p><strong>Mission</strong>: Estudos Internacionais aims to convey scientific papers that contribute to the advancement of research, particularly in the area of International Relations. Its main purpose is to provide a critical and integral education, open to dialogue, to interdisciplinary perspective and to the plurality of ideas.</p> <p>&nbsp;</p> <p>&nbsp;</p> Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais pt-BR Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas 2317-773X <p>Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:</p> <p>1.&nbsp;Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a <a href="https://creativecommons.org/licenses/by/3.0/" target="_new">Licença Creative Commons Attribution</a> que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.</p> <p>2.Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</p> <p>3.Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja&nbsp;<a href="http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html" target="_new">O Efeito do Acesso Livre</a>).</p> <p>&nbsp;</p> <p><img width="88" height="31" alt="" src="https://licensebuttons.net/l/by/3.0/88x31.png"></p> <p>&nbsp;</p> <p>&nbsp;</p> Páginas Iniciais http://periodicos.pucminas.br/index.php/estudosinternacionais/article/view/27645 <p>Estudos Internacionais</p> Estudos Internacionais Copyright (c) 2021 Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-12-01 2021-12-01 9 3 1 6 10.5752/P.2317-773X.2021v9n3p1-6 Caracterização espacial dos fluxos comerciais entre as macrorregiões brasileiras com os países signatários do CPTPP http://periodicos.pucminas.br/index.php/estudosinternacionais/article/view/22386 <p>O Acordo Abrangente e Progressivo para a Parceria Transpacífico (CPTPP) é um dos mais recentes e importantes mega acordos de livre comércio de bens e serviços, englobando parcelas significativas do comércio mundial, realizado sobre disposições e medidas capazes de modificar a estrutura mundial de comércio internacional. Assim, este estudo teve como objetivo realizar uma caracterização espacial dos fluxos comerciais entre as macrorregiões brasileiras com os países signatários do CPTPP. Metodologicamente este estudo é de caráter qualitativo, com finalidade analítica-descritiva com dados do MDIC. Os resultados revelam que a formação do CPTPP impactará de maneira direta e indireta o Brasil, visto que, cada macrorregião brasileira atua de forma diferente na dinâmica do comércio internacional, exportando e importando diferentes produtos de bens e serviços para os países signatários, os quais representam importantes parceiros comerciais e influenciam no crescimento de suas economias. Portanto, considerando que o Brasil é um país com um expressivo potencial de crescimento e desenvolvimento econômico no comércio internacional, compreende-se que apenas manter vinculo comercial com os países do CPTPP, o Brasil poderá ficar vulnerável a dinâmica do comércio internacional, correndo riscos de fácil substituição por um país concorrente.</p> Elisangela Gelatti Daniel Arruda Coronel Angelo Costa Gurgel Copyright (c) 2021 Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-11-30 2021-11-30 9 3 7 32 10.5752/P.2317-773X.2021v9n3p7-32 Geoeconomia e o sistema Hub and Spokes: o caso japonês http://periodicos.pucminas.br/index.php/estudosinternacionais/article/view/23221 <p>Este artigo examina as razões pelas quais o Japão está construindo uma política de comércio exterior baseada num modelo de integração econômica <em>hub and spokes</em>. Argumentar-se-á que a eficiência comercial e a promoção de exportações são premissas que necessitam de uma reconsideração mais ampla por meio de uma abordagem geoeconômica. O que define a busca do Japão por vários acordos comerciais bilaterais é garantir sua relativa hegemonia econômica enquanto mudanças no equilíbrio de poder mundial estão ocorrendo. Enquanto o Japão enfrenta um futuro incerto e imprevisível, ele precisa fortalecer sua política comercial para garantir o acesso aos mercados internacionais. A política comercial do Japão vai além do âmbito da eficiência e implica uma elucidação geoeconômica.</p> Ricardo Vega Copyright (c) 2021 Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-11-30 2021-11-30 9 3 33 52 10.5752/P.2317-773X.2021v9n3p33-52 Crescimento econômico Brasil - China: uma análise da validade da hipótese Export –led-growth no período de 1960 a 2018 http://periodicos.pucminas.br/index.php/estudosinternacionais/article/view/23559 <p>Com o fortalecimento das economias emergentes, fatores como maior liquidez e crescimento das <em>commodities</em> no mercado internacional, tornaram o cenário externo mais favorável. Além disso, serviram de gatilho para que países em desenvolvimento, como Brasil e China, pudessem intensificar suas relações comerciais. O objetivo deste trabalho é verificar, para o período de 1960 a 2018, se a hipótese <em>Export led Growth</em> é válida para o Brasil e para a China. O método assume que o <em>pib</em> pode ser expresso em função do capital físico, capital humano, exportações e importações de bens e serviços. Os resultados deste trabalho mostram relação de causalidade unidirecional entre as importações e o <em>pib</em> para a China e o Brasil, ou seja, as evidências empíricas indicaram que são as importações que causam o <em>pib</em> e não as exportações, refutando a validade da hipótese de que as exportações têm contribuído de forma efetiva para o crescimento econômico nesses países. também causa <em>pib</em> em ambos os países investigados foi a formação bruta de capital. Dessa forma, os resultados encontrados conduzem a conclusão de que a relação entre o comércio internacional e o crescimento econômico têm impacto positivo para economia, mas sugerem que outras variáveis contribuem para o aumento do produto interno bruto nesses países.</p> Aline Araújo da Silva Monaliza de Oliveira Ferreira João Ricardo Ferreira de Lima Copyright (c) 2021 Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-11-30 2021-11-30 9 3 53 74 10.5752/P.2317-773X.2021v9n3p53-74 Return migration from Venezuela to Europe: Back to the Roots? http://periodicos.pucminas.br/index.php/estudosinternacionais/article/view/24495 <p>O êxodo da Venezuela aumentou de intensidade até a pandemia de Covid-19. As chegadas à Europa foram significativamente inferiores às da América Latina, mas também cresceram e mostraram uma mudança na composição, incluindo uma percentagem decrescente de pessoas de origem europeia. Este estudo investiga a migração da Venezuela para a Espanha, Itália e Hungria no século 21. Ele começa com uma estrutura teórica detalhada e, em seguida, examina fluxos de migração específicos. A análise cobre as principais características desses movimentos migratórios, incluindo antecedentes, motivos e motivações, tamanho, distribuição geográfica e indicadores relacionados à integração. Métodos mistos são usados, qualitativos e quantitativos. Os resultados mostram que a atual emigração da Venezuela para a Espanha, Itália e Hungria pode ser considerada como migração de retorno, pois os fluxos originais existiram nos séculos 19 e 20, e os atuais contrafluxos não só incorporam os descendentes de imigrantes, mas também baseiam-se nos sistemas e redes migratórias existentes entre esses países.</p> Mónika Szente-Varga Amadea Bata-Balog Copyright (c) 2021 Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-11-30 2021-11-30 9 3 75 95 10.5752/P.2317-773X.2021v9n3p75-95 La aceleración de la integración jurídica y política de Hong Kong en la República Popular China http://periodicos.pucminas.br/index.php/estudosinternacionais/article/view/24561 <p>Este artigo analisa o processo de transição para o autoritarismo pelo qual passou o sistema político da Região Administrativa Especial de Hong Kong, a partir de uma análise crítica e comparativa da literatura e das normas constitucionais e jurisprudenciais. Embora Hong Kong tenha sido no passado considerado um regime híbrido semidemocrático, desde 2014, as mobilizações da sociedade civil levaram a um endurecimento da estratégia do governo central e ao esvaziamento progressivo do Estado de direito na região autônoma. Este estudo examina os principais fatores que explicam essa evolução: a inconsistência de sua ordem constitucional, o poder de interpretação da Lei Básica da região pelo governo central e a adoção da lei de segurança nacional em 30 de junho de 2020.</p> Juan Enrique Serrano Moreno Copyright (c) 2021 Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-11-30 2021-11-30 9 3 96 113 10.5752/P.2317-773X.2021v9n3p96-113 Subnational activism and conflicts within Jair Bolsonaro’s government: an analysis of the Brazilian states’ actions in the Sustainable Development Goals (SDG) agenda during 2019 http://periodicos.pucminas.br/index.php/estudosinternacionais/article/view/24301 <p>O artigo analisa o engajamento internacional dos governos subnacionais brasileiros na agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) durante o primeiro ano do governo Bolsonaro com destaque para a atuação dos governos estaduais brasileiros na defesa do eixo ambiental. Argumentamos que os governos subnacionais têm tido forte ativismo na defesa desta agenda, ao contrário do governo federal, gerando tensionamentos com a política externa. Para isto, a pesquisa analisa a atuação destes atores no âmbito dos Consórcios Nordeste e da Amazônia Legal.</p> Débora Figueiredo Mendonça Prado Cairo Gabriel Borges Junqueira Ana Carolina Evangelista Mauad Copyright (c) 2021 Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-11-30 2021-11-30 9 3 114 132 10.5752/P.2317-773X.2021v9n3p114-132 La cooperación internacional para la paz en Colombia: divergencias y convergencias entre Estados Unidos y la Unión Europea. http://periodicos.pucminas.br/index.php/estudosinternacionais/article/view/24206 <p>Este artículo examina acciones e intenciones de las políticas de cooperación internacional para la paz que Estados Unidos y la Unión Europea implementaron en Colombia durante las últimas dos décadas. Mediante una revisión de la principal literatura especializada sobre el tema, se halla cómo ambos donantes encontraron una proficua oportunidad para experimentar su propio modelo de cooperación internacional. Desde el lado estadounidense, el significativo apoyo militar respondió a lógicas propias de carácter interno (<em>war of drugs</em>) y externo (fortalecimiento del principal aliado regional). Desde la Unión Europea, más allá de la retórica discursiva que rechazó cualquier ayuda militar, las dinámicas de fragmentación interna dada por diferentes posiciones particulares de sus países miembros y los contradictorios intereses económicos, frustraron su posibilidad de consolidarse en Colombia como una “potencia civil global”. Queda en evidencia un importante apéndice en común dado por la firma de acuerdos de libre comercio con este país latinoamericano que, tras entrar ambos en vigor a distancia de pocos años, reforzaron una lógica de “cooperación neoliberal”, funcional al mantenimiento del <em>statu quo</em> económico internacional desigual.</p> Davide Riccardi Jairo Agudelo Taborda Copyright (c) 2021 Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-11-30 2021-11-30 9 3 133 151 10.5752/P.2317-773X.2021v9n3p133-151 Edição Completa http://periodicos.pucminas.br/index.php/estudosinternacionais/article/view/27646 <p>Estudos Internacionais</p> Estudos Internacionais Copyright (c) 2021 Estudos Internacionais: revista de relações internacionais da PUC Minas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-12-01 2021-12-01 9 3 1 151 10.5752/P.2317-773X.2021v9n3p1-151