BRICS – Um instrumento para a transição hegemônica dos estadunidenses para os chineses

Gabriela Chagas Ottoboni

Resumo


O presente artigo tem por objetivo discorrer a respeito de um possível processo de transição de poder dos Estados Unidos para a China, tendo em perspectiva as dinâmicas do sistema internacional na última década. Neste sentido, o grupo de economias emergentes BRICS é analisado como plataforma de atuação dos chineses em âmbito político, e, principalmente, na esfera econômica. Com suas recentes construções financeiras, o agrupamento entra em novo período de institucionalização, passando a utilizar de recursos próprios para propiciar projetos de infraestrutura e servir como alternativa para promoção de liquidez em momentos de crise. As transformações no contexto global – da globalização à crise de 2008, do advento do multilateralismo à criação do BRICS – são consideradas quando da interpretação do papel que a China representa atualmente nas relações internacionais. 


Palavras-chave


China; Estados Unidos; BRICS; Hegemonia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores:

  

 

ISSN: 1679-5377