Seria o Brasil um líder na temática das energias renováveis?

Eduardo Augusto Faria de Souza Maia, Marina Almeida Viana

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar a atuação brasileira no cenário internacional no que concerne às negociações e barganha em prol da redução dos gases do efeito estufa, e mais especificamente no que tange à implementação das energias renováveis, buscando identificar traços de uma possível liderança do país através de suas atuações na Agenda Ambiental Internacional. Como critérios de análise foram utilizadas as definições teóricas de Oran Young (1991) que classifica os líderes segundo três tipos - estrutural, empreendedor e intelectual - permitindo com isso uma análise profunda de suas respectivas características e possibilitando a compreensão de suas motivações, capacidades e objetivos no contexto pós Agenda 21. Serão nesse sentido, apresentados fatos e atuações do Brasil no que diz respeito às energias renováveis, e, posteriormente analisado se o mesmo possui condições empíricas e teóricas de ser reconhecido, afinal, como um líder.

Palavras-chave


Brasil; Liderança; Desenvolvimento Sustentável; Energias Renováveis; Agenda Ambiental Internacional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores:

  

 

ISSN: 1679-5377