Mito significante à serviço da violência epistêmica: Criação do campo das Relações Internacionais como imposição ocidental

  • Matheus de Abreu Costa Souza PUC Minas
  • Marina D'Lara Siqueira Santos PUC Minas
  • Marina Paula Oliveira PUC Minas
Palavras-chave: Análise mítica, Mito significante, Tratado de Vestfália, Colonização do saber

Resumo

Este artigo visa analisar a construção das Relações Internacionais (RI) tanto ontologicamente quanto epistemologicamente, observando a problemática da colonização do saber. Para tanto, utilizaremos de instrumentos de análise mitológica, como mito significante, o mitema, mitologema, identidade arquetípica, semióforo e a estrutura ontológica do mito simbólico.  Para sucessivamente elaborar uma mitocrítica do mito significante de Vestfália. A partir dessa análise mitológica, buscaremos entender as consequências para o campo de estudo das Relações Internacionais. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
02-06-2017
Como Citar
Souza, M. de A. C., Santos, M. D. S., & Oliveira, M. P. (2017). Mito significante à serviço da violência epistêmica: Criação do campo das Relações Internacionais como imposição ocidental. Fronteira: Revista De iniciação científica Em Relações Internacionais, 15(29 e 30), 145-164. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/fronteira/article/view/13921