A formação da estratégia de defesa brasileira

Pedro Henrique Miranda Gomes, Victória Viana Souza Guimarães

Resumo


O artigo a seguir busca realizar um apanhado histórico do processo de concepção e desenvolvimento de uma estratégia nacional de defesa. Como será visto, a América do Sul dispõe de atenção especial nos principais documentos aqui estudados. Com o aprofundamento das relações entre os países do subcontinente através de iniciativas visando a formação de um bloco econômico e político, a região passa a ser entendida como um “entorno estratégico”, de modo que a defesa do país passa a ser pensada para além de suas fronteiras nacionais. Em alguns momentos, com destaque para o período no qual Celso Amorim esteve à frente da diplomacia brasileira, chega-se a mencionar uma “comunidade sul-americana”, refletindo o desejo de consolidar uma ligação que transcende a esfera econômica e política. Aqui será analisado como se deu esse percurso e os interesses da chancelaria brasileira nesse processo.

Palavras-chave


Estratégia Nacional de Defesa; Política Externa Brasileira; América do Sul.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores:

  

 

ISSN: 1679-5377