Grupos extremistas como um entrave à educação de jovens nigerianas: uma análise do sequestro das estudantes pelo Boko Haram.

Extremist groups as an obstacle to the education of Nigerian girls: an analysis of the kidnapping of students by Boko Haram

  • Clara Klinkerfuss Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Ana Laura Machado
  • Carolina Uescar

Resumo

O presente artigo pretende analisar o caso do sequestro das meninas nigerianas pelo Boko Haram, em 2014, e a violência epistêmica que as jovens sofrem devido ao embate islâmico-católico que existe naquela região. A atuação do grupo extremista como um ator que repudia qualquer ideal Ocidental e católico faz emergir situações de perigo, principalmente para as garotas que procuram acesso à educação. Tendo isso em vista, este artigo analisará o acontecimento utilizando teorias críticas de segurança humanitária de Relações Internacionais e abordagens que enfatizam questões de identidade, como feminismo islâmico, pós-colonialismo, debate agente-estrutura e relativismo cultural.

Publicado
30-12-2020
Como Citar
Klinkerfuss, C., Machado, A. L., & Uescar, C. (2020). Grupos extremistas como um entrave à educação de jovens nigerianas: uma análise do sequestro das estudantes pelo Boko Haram. Fronteira: Revista De iniciação científica Em Relações Internacionais, 19(38), 348-362. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/fronteira/article/view/20482