Juventude, paz e segurança: a importância dos jovens nos processos de paz de acordo com o Conselho de Segurança da ONU

Youth, Peace and Security: the importante of young people in peace processes according to the UN Security Council

  • Henrique Gomes e Silva PUC Minas

Resumo

O presente artigo visa discorrer sobre o tópico juventude, paz e segurança, debatendo o papel dos jovens na construção e manutenção da paz e segurança internacionais. O objetivo principal é entender como a comunidade internacional, por meio da Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU), reconhece a importância da juventude em processos de paz. Para isso, primeiramente será definido o conceito de “juventude, paz e segurança”, destrinchando os elementos que o compõem para assim definir o termo de forma holística. Isso se dará através da abordagem de Galtung sobre paz positiva e violência estrutural, bem como a perspectiva ampliada dos estudos de segurança. Em seguida se analisará como o sistema ONU trabalha com a questão, através das resoluções adotadas sobre o assunto, em especial a Resolução 2250 (2015) do Conselho de Segurança das Nações Unidas, a primeira a versar sobre o tópico juventude, paz e segurança, e as políticas posteriores implementadas pela Organização para colocar em prática os dizeres da Resolução 2250 e promover o entendimento sobre a importância da liderança jovem no combate ao extremismo violento e promoção da paz. Por fim, será analisado um relatório publicado em 2018, a pedido do Conselho de Segurança, que registra a contribuição da juventude nos processos de paz ao redor do mundo.

Biografia do Autor

Henrique Gomes e Silva, PUC Minas
Aluno do curso de graduação em Relações Internacionais da PUC Minas. Membro do grupo de pesquisa em operações de paz do Observatório de Cooperação Internacional.
Publicado
19-06-2020
Como Citar
Silva, H. G. e. (2020). Juventude, paz e segurança: a importância dos jovens nos processos de paz de acordo com o Conselho de Segurança da ONU. Fronteira: Revista De iniciação científica Em Relações Internacionais, 19(37), 103-118. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/fronteira/article/view/20919