O fundamentalismo protestante e a formulação da política externa norte-americana

Talita de Souza Módolo

Resumo


O presente artigo pretende contribuir para maior esclarecimento dos fatores que influenciam a política de inserção dos EUA no Sistema Internacional. Para tanto, serão analisados quais são os padrões recorrentes de conduta que tem orientado a formulação da política externa norte-americana, principalmente, após os atentados terroristas de 11/9. Partimos da ideia de que o fundamentalismo protestante, advindo com os primeiros colonos ingleses que chegaram aos EUA, juntamente com a sua ideia de “nação excepcional” e “missão especial”, tem exercido grande influência tanto na formação da identidade coletiva e do Estado norte-americano quanto nas políticas elaboradas pelo governo dos EUA, em especial em resposta aos atentados terroristas de 11/9.


Palavras-chave


Estados Unidos; Fundamentalismo protestante; Política externa norte-americana; Pensamento neoconservador.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores:

  

 

ISSN: 1679-5377