Relações Brasil/Iraque: desenvolvimento nacional e projeto de potência (1973-1985)

Alexandre Annes Saleh, Alexandre Piffero Spohr, Fernando Preusser de Mattos, Luiza Salazar Andriotti

Resumo


A proposta do presente artigo consiste em analisar o papel das relações do Brasil com o Iraque entre 1973 e 1985 como expressão de uma parceria que visava à consecução do projeto de desenvolvimento nacional e de elevação do poder e do prestígio internacionais do Brasil, perseguido ao longo dos governos Médici, Geisel e Figueiredo. O complexo intercâmbio mantido nesse período com o Iraque serviu de instrumento diplomático do regime militar brasileiro para a tentativa de viabilização do projeto nacional-desenvolvimentista, tanto em reação imediata aos choques econômicos externos de 1973 e de 1979, como, em um sentido mais amplo, no intuito de levar a termo a industrialização nacional e de elevar o status do Brasil.

Palavras-chave


Brasil; Iraque; Cooperação; Petróleo; Energia nuclear; Indústria bélica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores:

  

 

ISSN: 1679-5377