A formação da identidade coletiva entre o Brasil e a África na política externa brasileira

Amanda Frechiani Nascimento

Resumo


A influência da cultura africana na formação sociocultural brasileira é um fator amplamente observável, todavia a política externa nem sempre traduziu em suas ações a singularidade desse continente. Através de breve análise histórica, busca-se explicar as variáveis que levaram a aproximações e retrações entre o Brasil e a África, desde o período colonial até 2011. Analisando-se a literatura histórica, publicações de periódicos e utilizando-se variáveis construtivistas, busca-se responder por que a aproximação entre Brasil e a África, entre 2003 e 2011, representou uma inovação. Pode-se concluir que houve inovação na medida em que o Brasil desenvolveu uma identidade coletivista em relação à África, rompendo a lógica anterior de motivações econômicas.

Palavras-chave


África; Brasil; Identidade coletiva; Processo vs. estrutura.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores:

  

 

ISSN: 1679-5377